Novo chanceler anuncia criação do Departamento de Agronegócio

Em grupos de Whats App, como o Brasil Agora Brasil, de Porto Alegre, a iniciativa do chanceler obtém aplausos generalizados.

O futuro ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciou pelo Twitter, na madrugada desta 6ª feira, que criará no Itamaraty 1 Departamento de Agronegócio.

Escreveu o chanceler no seu Twitter:



7/Reconhecendo isso, estamos criando no Itamaraty um Departamento do Agronegócio para trabalhar junto com o Ministério da Agricultura na conquista de mercados internacionais. Daremos ao agro a atenção que no MRE ele nunca teve.
8/Algumas negociações comerciais em curso são ruins para a agricultura. Vamos reorientá-las em benefício dos produtores brasileiros.
Segundo o futuro chanceler do governo de Jair Bolsonaro, a nova estrutura trabalhará em parceria com o Ministério da Agricultura para ampliar o mercado internacional dos produtos brasileiros. Araújo não anunciou o nome do diplomata que comandará o departamento.

“Estamos criando no Itamaraty um Departamento do Agronegócio para trabalhar junto com o Ministério da Agricultura na conquista de mercados internacionais. Daremos ao agro a atenção que no MRE ele nunca teve”, escreveu na rede social.

10 comentários:

Anônimo disse...

Por onde anda...

https://www.sensacionalista.com.br/2018/12/21/empresa-lanca-o-livro-onde-esta-queiroz/?fbclid=IwAR08JWhWr7nFfkDgnrygtxksloKxaG2yaHb7FBw_Se7-R9gTjnB4KuC2OAU

Cris disse...

Permitam-me rolar de rir... só um pouquinho...
Esta turma sempre soube se virar sozinha ...
Desde que me conheço por gente "só dá eles" no pedaço...
Este chanceler é uma piada pronta... É a mesma coisa que dizer que irá montar uma equipe dentro do Itamaraty para difundir nosso futebol...
Só rindo...

Anônimo disse...

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Rural/2018/12/669160/Futuro-presidente-do-Ibama-quer-licenciamento-ambiental-automatico


Por app?

Anônimo disse...

EM 1500 ERA O PAU-BRASIL, DEPOIS, O CAFÉ, E AGORA SOJA, MINÉRIOS E PETRÓLEO DO PRÉ-SAL...


Enquanto o 1º Mundo está embarcando na QUARTA revolução industrial, com produtos de alta tecnologia e alto valor agregado, o Brasil, desde o Século XVI, continua a participar da economia mundial com produtos do setor primário!!!!

Anônimo disse...

Para expandir o agronegócio mandem o futuro presidente calar a boca e não falar mal dos outros paises

Anônimo disse...

incrível como o único setor que produz superávit para o Brasil ainda era tratado de maneira marginal...

agora sim, excelente noticia...

Justiniano disse...

Os capachos dos comunistas e socialistas esquecem que sem agronegócio eles não tomam café, não almoçam e jantam.

Não adianta viver na quarta revolução industrial se não houver alimentos em abundância, a Europa subsidia 300 bilhões de euros por ano para manter a produção de alimentos por ser tratado como segurança alimentar.

O Brasil sem essas ong's ecológicas internacionais que visam travar o crescimento do agronegócio será o celeiro do mundo. O estudo da NASA demonstra que o Brasil protege e preserva a vegetação nativa em mais de 66% de seu território e cultiva apenas 7,6% das terras que equivale a 63 milhões de hectares.

A Europa vem querer dar lição de moral de cueca, a Inglaterra no ano 1000 não tinha mais nenhuma árvore, foram todas queimada como lenha e teve de repor parte e nunca mais retornou aos níveis anteriores, tanto que hoje segundo a NASA cultiva 64%, aí vem aquela cavalgadura do príncipe Charles e sua Greenpeace querer falar mal do agronegócio do Brasil.

Parabéns Ministro Araújo temos que mostrar o grande potencial de exportação do agronegócio. A abertura do mercado internacional de frutas é gigantesco e nós somos tímido nesse mercado e temos muito a crescer nessa área.

Anônimo disse...

Esta gente despreparada/inexperiente vai quebrar o único setor que da certo no Brasil.

Anônimo disse...

Pergunta para os entendidos em agro negócio!

Porquê os produtores não investem em agricultura vertical em ambientes climatizados estufas, como o japão faz com hortaliças e outros produtos?

Porquê o agro produtores não investem em cisternas subterrâneas como fazem os japoneses recolhendo água da chuva para ter água no período de secas?

Porquê o agro produtores só vendem o refugo [maçãs, laranjas, com cera de carnaúba ou outra cera qualquer para dar brilho para produtos de terceira] para o mercado interno mais caro que o produto exportado?

A "friboy" da área pecuaristas tem vários vídeos de produtos de terceira vendidos mais caros que o de primeira exportados!

Vai pra fronteira no período fora da colheita! Pra ver o que a população tem de trabalho extra, já que os políticos locais e mais alguns agro business, deixam desenvolver outras áreas fora do script! Vai no período da colheita da maçã . já teve ate reportagem sobre o que alguns gerentes fazem com os trabalhadores na época!

Aproveitando porque a população está indo pra fora do país? Porque lá você ganha 4X mais que o salário minimo daqui [como alega os empresários aqui pagam 2X]! E lá se empresário não paga o acordado por hora! Toma multa e toma processo! Lá empresário malandro vai em cana!

Anônimo disse...

Porquê os produtores não investem em agricultura vertical em ambientes climatizados estufas, como o japão faz com hortaliças e outros produtos?

porque temos TERRA pra plantar, coisa que falta no Japão...