Opinião do editor - O STF interfere de modo abusivo, ao reprimir a ação policial contra crimes em universidades públicas

O STF desautorizou até mesmo a ação legal dos juízes eleitorais.

O STF, mais uma vez, e por unanimidade, interfere de modo abusivo contra o cumprimento estrito da lei, desta vez no caso da repressão aos crimes eleitorais praticados dentro das universidades públicas.

O novo Congresso terá que legislar de modo mais restritivo em relação à atividade jurisdicional do STF.

E fará isto.

Haverá maioria para cortar o passo do STF, que não se sintoniza com a nova política.

16 comentários:

Anônimo disse...

Eu assinei! A hashtag #AceitaMoro está subindo como um rojão no Twitter. Vamo lá, moçada!

Anônimo disse...

Sem dúvida o STF é o maior inimigo do Brasil e é urgente cortar suas asas. Apaniguados sem nenhum voto tem um poder infinito e o Bolsonaro junto com o Congresso precisam agir com rigor e restringir sua atuação deletéria.

Eduardo RJ

Anônimo disse...

É que nosso STF é formado por supremos com o mesmo espírito dos anarquistas universitários - sempre favoráveis ao socialismo e ao comunismo. Compreende-se suas atitudes, pelo seu lema juvenil: "é proibido proibir". O lugar mais adequado para estes supremos seria o meretrício, mas acredito que lá existe até um pouco mais de disciplina. Infelizmente esta geração de juízes indicados pelo Mecanismo, transformaram nossa mais alta corte numa POCILGA.

Joao Bucecha disse...

Políbio, o STF mora em Júpiter e 'viaja' constantemente. Ontem, desfilando para incautos, produziu mais uma peça de ficção. Pobre, Brasil !!!

Mordaz disse...

O pior é que foram ações determinadas por tribunais que foram desautorizados pelo STF de aplicar a Constituição. É preciso tornar as universidades novamente públicas e não propriedade dos professores que não pagam os custos.

ganhatudo disse...

Criou um território livre dentro do país. Uma terra sem ordem e sem lei.

Anônimo disse...

O editor a cada dia respeita menos a liberdade e a democracia.

Anônimo disse...

o STF se tornou imperial!

toda semana parecem extrapolar suas atividades, praticamente legislando ou governando o país...

resta obvio que tudo esta fora dos eixos...

principalmente aquelas decisões monocráticas imperiais feitas a rodo e que se tornaram costumeira nos últimos anos...

Carlos Edison Domingues disse...

POLIBIO! Esta decisão do STF torna vulnerável a independência dos alunos frente a professores, os quais, com alguma freqüência, são radicais. Vivi QUARENTA ANOS em sala de Universidade e nunca externei pensamento politico-partidário. Faço política desde 1956 em comício e sede de partido. Carlos Edison Domingues

Anônimo disse...

Pronunciamento dos juízes do STF no caso, a cada voto a favor desta bandalheira nas universidades, foi uma vergonha nacional.

aparecido disse...

Nem vai ser preciso... o rastreamento financeiro do Superministerio de Moro vai expor muita gente a luz solar...Estão crispados porque sabem que a pancada vai ser forte...

Anônimo disse...

Supremo comunista, sempre a favor dos bandidos. Assim não dá.
Esther

Anônimo disse...

O STF interfere de modo abusivo em todos os sentidos por isso está desacreditada pelo povo.

Anônimo disse...

Recebi um vídeo da Universidade Federal de MG que imaginei ser a patente de alguma Rodoviária tal a imundície que virou. Os impostos que o trabalhador paga para mantê-las é injusto. Não é mais possível o povo sustentá-las, se quiserem estudar que cada um pague o seu estudo. Se não tiverem condições para tal que vão trabalhar como eu tive que ir. Chega de coitadismo no Brasil com o dinheiro dos outros, daqueles que ainda produzem.

Anônimo disse...

Na teoria os Ministros do STF seriam os guardiões da Constituição Federal. Mas de uns tempos para cá passaram a governar o país e Legislar o que na nossa Constituição é proibido. Acorda STF. Se fizerem o que compete a vocês já está de bom tamanho inclusive a imparcialidade nos julgamentos.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.