Marchezan denuncia caráter político e eleitoreiro da greve do Simpa.

O prefeito Marchezan Júnior acaba de tirar nota oficial sobre a mais prolongada greve promovida pelos servidores municipais. Ele denuncia que a greve tem conteúdo político e eleitoral.

Diz o prefeito:

- A sociedade já percebeu que a tática da mobilização diária bruta e invasiva é uma mera estratégia de campanha eleitoral. O objetivo é conquistar espaço diário na mídia, mesmo que seja dentro do espírito do “quanto pior, melhor”. Mesmo que tenha como consequência o prejuízo à mobilidade urbana do trabalhador e do empreendedor, que precisam mover-se pela cidade para produzir renda. Cada dia a mais de greve - já são 25 na atual paralisação - é um novo desgaste do Simpa junto à população. Esta greve insensata tem de terminar para o bem dos verdadeiros servidores públicos. 

CLIQUE AQUI para ler todo o texto.

6 comentários:

Anônimo disse...

Mandas-te bem no recado, Marchezan.
Tens o meu respeito e de muitos portoalegrenses.
A população paga os salários desses indivíduos vagabundos, que só pensam em ficar encostados em suas mesas nas repartições, tomando café, falando de futebol, lendo jornalecos e esperando o contracheque no fim do mês.
Que tal implantar a meritocracia na Prefeitura Municipal de Porto Alegre.
Vai ser um deus nos acuda entre esses parasitos do dinheiro do trabalhador honesto.

Anônimo disse...

Da-lhe Marchezan e Sartori. Já era passada a hora de governantes de coragem para enfrentar esta pelegada dos sindicatos dominados por partidos de esquerda.

Anônimo disse...

A maioria dos servidores está trabalhando. Só o pessoal do sindicato é que está nas ruas. Meia dúzia de gatos pingados. Ou seja, os servidores sabem da dificuldade das finanças de Porto Alegre. Então, é bom separar sindicatos dos próprios servidores.

Anônimo disse...



A maioria dos servidores esta trabalhando e escutando muita besteira generalizada na midia. Quem faz mais barulho e sabotagem com o sindicato esta dentro do próprio governo entre protegidos no alto escalão. Marchezan que cuide para as sindicâncias serem de fato apuradas, sem proteção aos queridinho de alguns, que a situação volta a normalidade.

Anônimo disse...


Sou funcionário quase me aposentando e não sei o que é fazer greve.
Mas o grande erro do Prefeito foi entrar na briga com o funcionalismo cercado de FG's e CC's que estão nos cargos há muitos governos. Decretou a condenação dos seus projetos mesmo antes de começar. Os próprios secretários de governo (que foram indicados politicamente) não gostam do Prefeito.

Anônimo disse...

Já tomou o teu todynho hoje?