Sartori veta aumentos salariais para Judiciário, MPE, Defensoria e TCE

Judiciário, MPE, Defensoria e TCE, já pagam os mais altos salários do Estado e os únicos que garantem pagamentos em dia para seus servidores.

A ilustração ao lado é da Notibras e está disponibilizada no Google.

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do RS reúne-se as 10h para decidir o que fazer com os quatro projetos de lei que preveem reajuste de 5,58% nos salários de servidores do Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública.

O Piratini tenta barrar a tramitação das matérias, cujo custo aos cofres do Estado é de R$ 132,2 milhões anuais.

Para irem a voto, os projetos precisam de acordo das bancadas e o governador Ivo Sartori mandou que seus aliados neguem apoio.

Há ilegalidade dos aumentos, porque a Lei 9504, de 1997, veda a concessão de reajustes salariais em um prazo de até 180 dias antes das eleições e até a posse dos eleitos. A exceção é recomposição de perdas salariais.

Custos adicionais em caso de aumento salarial

Judiciário - R$ 93.352.315,54
Ministério Público - R$ 20.395.842,43
Defensoria Pública - R$ 1.912.197,00
Tribunal de Contas - R$ 16.595.201,40

9 comentários:

Anônimo disse...

Isso aí Sartori, chega de aumentos pro andar de cima!

Anônimo disse...

Se, eu digo se, o RS deseja ter alguma chance de futuro, deveria congelar, por pelo menos 10 anos, TODOS os salários e aposentadorias acima do teto do INSS.
Somente assim se poderia estabelecer uma folga para investimentos, hoje quase inexistentes.
O RS não pode arrecadar apenas para pagar folha.

Anônimo disse...

Polibio, no judiciário importante seria esclarecer
quanto são atendentes de balcão, funcionários de baixo salário, quanto dá isso em dinheiro ??....e quanto são os juizes e quanto dá isso em dinheiro ??

Itamar piffer disse...

O rs enfim tem um governador a altura do povo que trabalha

Anônimo disse...

Não se trata de aumento, mas sim de reposição salarial referente a inflação de 2015. Que triste mania tem esses urubus da imprensa de deturpar as coisas a fim de incitar o ódio na população que já tem preguiça mental de averiguar os fatos. Informe-se melhor antes de propagar o sensacionalismo, caro editor. "Ilegalidade"? HAHAHAHA! Falou o sabichão que no fundo é mais um que não sabe nada e quer polemizar!

EMBAIXADOR DA BANÂNNIA disse...

Mandou bem, Sartori. Está mais do que na hora de decisões corajosas. Chega de perfumaria, precisamos de artilharia !!!

Anônimo disse...

O Sr. Sartori certamente levará a sua merecida !? pensão vitalicia.Se almeja ser reeleito
deveria anunciar a sua renúncia a esta "aposentadoria" indecente.Ficam atormentado os ser-
vidores que sequer ganharam a reposiçao inflacionária de 2015 até agora.Acho que uma greve
como a efetuada no governo de Pedro Simon pelos servidores da Justiça se faz necessária...

Anônimo disse...

O Sr. Sartori certamente levará a sua merecida !? pensão vitalicia.Se almeja ser reeleito
deveria anunciar a sua renúncia a esta "aposentadoria" indecente.Ficam atormentado os ser-
vidores que sequer ganharam a reposiçao inflacionária de 2015 até agora.Acho que uma greve
como a efetuada no governo de Pedro Simon pelos servidores da Justiça se faz necessária...

Anônimo disse...

Se Sartori continuar com decisões corajosas é até capaz de ganhar as eleições.

Precisa parcelar, tambem, os salários do legislativo e do judiciário.

CORAGEM SARTORI.