Exército Islâmico planejou atentados terroristas no Brasil

O Ministério Público Federal afirma que alguns dos 11 acusados de promover o Estado Islâmico no Brasil, presos no Presídio Federal de Campo Grande, planejavam um atentado terrorista no país.

Entre os presos, estão gaúchos.

O MPF aponta, entre as evidências, as instruções para a fabricação de explosivos encontradas no celular de Welington Costa do Nascimento. Outro indício seria uma troca de mensagens pelo celular entre Jonatan da Silva Barbosa e Brian Alvarado – um peruano que não consta na lista dos acusados. No diálogo, eles discutem um ataque no carnaval do Rio de Janeiro.