Brigada e Polícia não darão férias na quinzena de julgamento de Lula

O governo gaúcho decidiu que policiais e brigadianos não poderão entrar em férias durante o período imediatamente anterior e posterior ao julgamento de Lula em Porto Alegre.

O Gabinete de Crise, que se reúne diariamente, também resolveu convocar brigadianos do interior e muitos que fazem operações especiais nas praias.

Brigada e Polícia Civil concentrarão força máxima na Capital.

5 comentários:

Anônimo disse...



Graças a um governo incompetente, mais uma vez a policia paga o pato.

Com se não bastasse os salários parcelados e atrasados, além do calote do 13°.

Não tem efetivo, porque o governo não contrata pessoal, alegando não ter dinheiro.

Mas o dinheiro existe;

Sintergs pede esclarecimentos à Fazenda sobre balanços que demonstram que Estado tem recursos para colocar em dia salário dos servidores


O Sintergs encaminhou solicitação de esclarecimentos ao secretário estadual da Fazenda, Giovane Feltes, sobre as informações contidas nos balanços orçamentários do Estado publicados pela Contadoria e Auditoria Geral do Estado (CAGE).

De acordo com o Sindicato, a situação apresentada nos balanços da CAGE em 2017, é diferente daquela apresentada pelo Governo Sartori.

Conforme demonstrativos publicados pela Secretaria Estadual da Fazenda, durante todo o ano de 2017 o Estado apresentou saldos superiores a R$ 2 bilhões em todos os períodos apurados pela CAGE, equivalentes a duas folhas de pagamento do funcionalismo.

Em ofício encaminhado no início desse mês à Secretaria Estadual da Fazenda, o Sintergs anexa um resumo das informações dos demonstrativos contábeis, segundo os quais o saldo acumulado até novembro de 2017 totaliza quase R$ 3 bilhões.

O valor, conforme os demonstrativos, precisamente R$ 2,943 bilhões, refere-se ao saldo total realizado, receitas totais realizadas menos as despesas totais realizadas.

“É incompreensível, de acordo com esses balanços, os sucessivos atrasos nos salários dos servidores públicos estaduais e a falta do pagamento do 13º. Os valores apresentados nestes demonstrativos são duas vezes a folha de pagamento do funcionalismo”, destaca o presidente do Sintergs, Nelcir André Varnier.


http://sintergs.org.br/sintergs-pede-esclarecimentos-a-fazenda-sobre-balancos-que-demonstram-que-estado-tem-recursos-para-colocar-em-dia-salario-dos-servidores/



Unknown disse...

Pelo menos isto, já que os milicos bovinos do Exército vão continuar na paz, pastando e matando mosquitos!!!

Anônimo disse...

Políbio, quero saber se a tropa de atiradores de elite vai estar posicionada. Tiro dado, bugio deitado.

Anônimo disse...

o Medelsky disse hje cedo nno bodia q a petezada ja da como certa a prisao do chefe

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Absurdo o envolvimento da POLÍCIA JUDICIÁRIA nesse assunto que diz respeito aos guardas de quarteirão. À POLÍCIA JUDICIÁRIA competem apenas os fatos TENTADOS e ou CONSUMADOS. Que essas antas desse Governo leiam a CF/88 antes de dizerem bobagens aos meios de comunicação.