Tasso Jereissati oficializa candidatura para a sucessão de Aécio no PSDB

O senador Tasso Jereissati lançou oficialmente a sua candidatura à presidência do PSDB, na manhã desta quarta-feira, com a defesa de um código de ética "mais rigoroso" e de um novo estatuto que contemple adoção do sistema de compliance (conjunto de boas práticas) para fiscalização interna do partido e seus integrantes. Durante o evento, realizado na liderança da sigla no Senado, estavam presentes 14 deputados e seis senadores tucanos. 

O senador cearense vai disputar a vaga com o governador Marconi Perillo (GO), apoiado pelo presidente licenciado da sigla, senador Aécio Neves (MG).

5 comentários:

roberto disse...

sou servidor público, em Caxias do Sul, e tenho acompanhado a discussão sobre as reformas propostas em Porto Alegre. Sou favorável ao aumento da alíquota para 14%, bem como algumas mudanças na previdÊncia. Contudo, algumas coisas são absolutamente desnecessárias. Falam muito na aposentadoria com proventos integralis, mas esquecem que servidores que ingressaram no serviço público a contar da EC 41/2003 (19/12) irão receber sua aposentadoria calculada pela média dos 80% maiores salários a partir de julho/1994, incluindo aqueles que o servidor recebia da iniciativa privada. Isso reduz muito o valor a ser recebido na aposentadoria.

Anônimo disse...

Bom representante para a ala de covardes e desleias. Até a Ieda tomou doriu em uma votação importante, onde a conspiração foi derrotada.

Anônimo disse...

BOM

Anônimo disse...

Tasso Jereissati tem que se candidatar é à Presidência da República. Seria uma ótima opção para o Brasil.

Anônimo disse...

ADORO