Policiais federais e civis gaúchos fazem ato político contra governos Temer e Sartori

Policiais federais, policiais rodoviários federais e policiais civis gaúchos promoverão um ato público para segunda-feira, às 14h, na praça do Monumento ao Laçador, junto da BR 116, em Porto Alegre, em protesto contra o que eles chamam de  "proposital desmonte promovido pelos governos federal e estadual do PMDB”. 

Em nota oficial, os sindicatos alertam que “a reforma da previdência, que na verdade é a extinção da previdência pública.

A manifestação tem conteúdo mistificador, porque não é verdade o que os policiais dizem em nota. Na proposta de reforma, policiais, militares e professores continuam desfrutando privilégios em relação aos demais aposentados.

A manifestação é coordenada pelas entidades de classe das categorias, como Ugeirm Sindicato, Sinpef/RS e Sinprf/RS.

15 comentários:

Anônimo disse...

Não sabem o que consta no projeto, mas são contra porque acreditam nas lorotas dos pelegos.

Anônimo disse...

Esse pmdbosta é o câncer da sociedade...fale sobre o refis editor....

Anônimo disse...

💚💛💙
Políbio Braga SEMPRE defenderá o "Jeca Tatu" da serra, o polenta comedor de passarinhos*.

Políbio é sempre parcial nas suas opiniões políticas, tem lado, é do PMDB e foi chefe da Casa Civil na gestão do Pedro Simon do PMDB!

Não confiem num editor político, que pegou em armas na década de 60, para TENTAR implantar a DITADURA DO PROLETARIADO = Comunismo.

A tentativa de golpe dos comunistas na década de 60, como Zé "sociopata" Dirceu = até agora agente cubano, Carlos Araújo recém morto, Dilmaléfica também chamada Vanda,Janete,etc, além do editor e vários que AINDA estão vivos, foi FINANCIADA por CUBA, China e Rússia!!

* Comer passarinhos (é) era um hábito, devido à pobreza e maldade de colonos de origem italiana, netos e bisnetos de presidiários que foram enviados para o Brasil em torno de 1870! Os demais pobres, de outras origens, não comiam passarinhos.

Anônimo disse...

💚💛💙
Políbio Braga SEMPRE defenderá o "Jeca Tatu" da serra, o polenta comedor de passarinhos*.

Políbio é sempre parcial nas suas opiniões políticas, tem lado, é do PMDB e foi chefe da Casa Civil na gestão do Pedro Simon do PMDB!

Não confiem num editor político, que pegou em armas na década de 60, para TENTAR implantar a DITADURA DO PROLETARIADO = Comunismo.

A tentativa de golpe dos comunistas na década de 60, como Zé "sociopata" Dirceu = até agora agente cubano, Carlos Araújo recém morto, Dilmaléfica também chamada Vanda,Janete,etc, além do editor e vários que AINDA estão vivos, foi FINANCIADA por CUBA, China e Rússia!!

* Comer passarinhos (é) era um hábito, devido à pobreza e maldade de colonos de origem italiana, netos e bisnetos de presidiários que foram enviados para o Brasil em torno de 1870! Os demais pobres, de outras origens, não comiam passarinhos.

Anônimo disse...

AS CORTES e suas CASTAS criadas pela CONSTITUIÇÃO DE 1988 não irão sossegar enquanto não poderem bater de porta em porta cobrando impostos da plebe, tal qual tempos da idade média!

Anônimo disse...

A bosta sindicalista ainda vai feder por muito tempo. São criminosos na medida em que mentem para a sociedade, travestidos de servidores publicos. Se servem do publico, isso sim. Fazem parte da escória a ser banida. Os privilégios precisam ser combatidos, pois são o câncer da nação.

Anônimo disse...

tudo combinado para ir levando a manada.

Anônimo disse...

💚💛💙

Fascista-comunista aliado do Luladrão, do Aécio e do Temer, o Sartori aumentou a contribuição previdenciária do funcionalismo para 14%, alegando falta de dinheiro.

E os 2/3 de contribuição patronal, que os gestores políticos e empresários não pagam ao INSs?? Eles têm que pagar.

É porisso que o INSS tem déficit absurdo, que só aumentará por inadimplência de todos os patrões!

Se 14% de contribuição do empregado representa 1/3 do valor a ser pago ao INSS, então os 2/3 devidos pelos patrões representam 28% de cada salário pago pelo Estado-RS.

Mas se o RS não tinha dinheiro, por que então aumentar seu percentual de contribuição??

Resposta: o Estado-RS recolhe os 14% de cada funcionário, não repassa esses 14% para o INSS, ou seja, rouba o contribuinte, além de não pagar sua parte nas contribuições = 2/3 = 28% (o dobro da contribuição do funcionário = 1/3 = 14%).

O INSS, administrado sempre por ladrões políticos, unilateralmente, e ilegalmente, quebra o contrato com os contribuintes trabalhadores, mudando as regras sem o consentimento dos mesmos.

Contribuir para a previdência ESTATAL tem que ser OPCIONAL, NÃO COMPULSÓRIA, ainda mais porque é a pior previdência que existe, 100% roubada dos trabalhadores pelos políticos.

E a tal "DEFORMA" da Previdência não passa de um CONFISCO do dinheiro do trabalhador, para ser roubado mais ainda!

EU ACUSO! disse...

Funcionário público vive de olho fixo no próprio umbigo, isto é, no próprio BOLSO!
Os ingênuos otários pensam que as ESPETACULARIZAÇÕES das lavajato da vida tem motivação "moralizante", quando apenas visam cacifar os federais para pleitearem aumento de proventos, diretos e indiretos, e alavancarem candidaturas de tiriricas do judiciário...
Isso é Brasil, ó turma de sonhadores!

Anônimo disse...

São tudo pelegos de sindicatos e partidos, pois a reforma não mexe com policiais e professores. Com certeza devem estar recebendo um mensalinho dos petralhas.

Sheila disse...

a mentalidade bananeira terceiro-mundista, fruto de décadas de doutrinação marxista de adoração ao Estado, resultou em muita ignorância e comodismo em certas categorias de trabalhadores escravizadas como massa de manobra da pelegada sindicalista, aparelhada de comunistas baderneiros e anarquistas.

Anônimo disse...

Sindicatos n querem perder a boquinha ganharam bilhoes durante o desgoverno pt....cancer do pais sao estes sindicatos
Policiais e professores nao estao na reforma da previdencia portanto nao tem do q protestar isto é um ato politico dos sindicatos invejosos q foram corridos do governo afinal pt nao volta mais ainda bem

Anônimo disse...


Finalmente alguém deu a ficha do Editor. Quem diria seu Polibio...

Anônimo disse...

Prezado Políbio, gosto de ti. Do RJ acompanho sua coluna todos os dias, mas vou fazer algumas ressalvas: 01) funcionários médios como policiais e professores sofrem uma carga de responsabilidade tremenda perante a sociedade - tem que escolher em segundos, atirar ou não. Autuar ou não, pois responde por prevaricação ou abuso de autoridade. Ensinar uma criança, que por tudo que vive, não demonstra interesse em aprender o que a Educação acha que tem que aprender; 02) Descontam na fonte 27,5% sobre tudo que recebem; 03) Aposentados, ainda descontam 11% que deverá passar para 14%; 04) Em geral funcionários públicos casam entre si, deverão um dos dois, perder a pensão por morte, pois o limite são dois salários mínimos, isso depois de contribuirem por trinta ou mais anos. No meu caso 39 anos; 05) As pensões rurais são um acinte, da maneira como são feitas; 06) É visível que o governo joga privados contra os públicos; 07) Quando você não tem nada, só um salário, voce precisa de professores, policiais e agentes de saúde - enfermeiros, médicos, por ex; Pergunto a ti, meu amigo: o governo está pensando em melhorar seus serviços. Estará pensando em melhorar o atendimento para a população pobre? É certo aqueles que são autônomos pagarem pelo mínimo e não declararem imposto de renda, quando sabemos, por exemplo que um taxista ganha tanto ou mais que um policial ou enfermeiro? Achas realmente que não existe um poço de maldade nisso tudo para favorecer os bancos? Vou te dar um simples exemplo: Supondo que tenha 22 anos. Pego minha contribuição de autônomo, jogo nos bancos durante 30 anos. Depois aos 68 anos peço o LOAS do governo. Como não declaro nada de imposto de renda, sou um miserável e ganho mais um salário, quando em outra ocasião levaria apenas um salário. No final levo os dois. E te digo mais, qual o trabalhador não vai querer receber esse dinheiro a mais no seu pagamento, e depois terá direito ao LOAS. Resumindo, o servidor público vai sustentar o Imposto de renda e a Previdência para o governo, seja qual for, para gastar e dar de presente para quem achar melhor. É isso, em resumo, meu amigo.

Anônimo disse...

Nao adianta explicar! Policiais e demais servidores do Executivo trabalham muito! Estao muito enganados os que pensam o contrario...talvez 'forcas tarefa' facam mais dinheiro e espetaculo para os trouxas!
Nao acredito que um Estado policialesco va melhorar a seguranca!
Abram os olhos! Nao podemos abrir mao de direitos fundamentais em prol de mais seguranca!