João Doria ataca Lula, delatado por Palocci: "Lula é um monstro criminoso"

O prefeito de São Paulo, João Doria, esta manhã, ao participar do desfile cívico e militar, falou sobre o depoimento do ex-ministro petista Antonio Palocci:

- Ele mostrou que o ex-presidente é um "criminoso monstruoso"

O governador Alckmin, que estava ao lado de Doria, foi menos contundente:


- Acho que isso (polarização) passou. A visão de futuro tem que ser totalmente diferente. O Brasil precisa de construtores. O País vive uma situação de grande dificuldade. Do ponto de vista fiscal, uma verdadeira calamidade, com enormes desafios pela frente.

Alckminvoltou a defender a necessidade de reformas estruturais.

84 comentários:

Anônimo disse...

LULA roubou não só DINHEIRO, como também o SONHO DE UMA VIDA MELHOR DE MILHÕES DE BRASILEIROS! Isto não é pouco.



Anônimo disse...

Meu voto continua do Lula...

Anônimo disse...

FIM DO JEGUE: Fim de jogo.

Anônimo disse...

Lula ladrão e Doria narco que dupla.

Anônimo disse...


O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...


O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...


O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...

O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...


O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...


O Estadão pediu a renúncia de Rodrigo Janot:

06/09/2017 - O Antagonista

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deveria ter renunciado ontem ao cargo, sem esperar a data regulamentar de 17 de setembro. Com esse gesto, Janot demonstraria que afinal lhe restou alguma prudência, depois de ter se comportado de maneira tão descuidada – para dizer o mínimo – em todo o lamentável episódio envolvendo a delação premiada do empresário Joesley Batista.”

O Antagonista concorda com o Estadão.

Mas o mesmo argumento, com os mesmos termos, deveria ser usado para pedir a renúncia de Michel Temer.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Alckmin acusa o golpe e diz que não esperava traição de Doria:

05/09/2017 - Correio do Brasil

Para Geraldo Alckmin, atitude de Doria não interrompe sua tentativa de ser o candidato tucano a disputar as eleições de 2018. A realização de prévias, ainda que claramente indesejadas, seriam a solução para o impasse, diz ele.

Por Redação – de São Paulo

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) acusou, nesta terça-feira, ter sofrido um golpe por parte de seu afilhado político, o prefeito de São Paulo, João Doria. Diante da declaração de Doria, na véspera, quanto ao seu interesse em concorrer ao Palácio do Planalto, no ano que vem, Alckmin afirmou que não esperava por isso. Alckmin falou a jornalistas, nesta manhã.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Doria trai Alckmin e PSDB corre risco de ser extinto:

04/09/2017 - Correio do Brasil

Doria contabiliza, ainda, os convites de Michel Temer para ser o candidato presidencial pelo PMDB. Mas avalia que esta é um aposta perigosa.

Por Redação – de São Paulo

Prefeito de São Paulo, João Doria revelou, publicamente, a traição ao seu padrinho político Geraldo Alckmin. Ele admite agora, aos quatro ventos, a possibilidade de deixar o ninho tucano. A posição de Dória agrava a crise interna no PSDB que, agora, vê a crescente revoada de parlamentares e líderes tucanos como risco de extinção da legenda.

Doria
Doria não passa de uma imitação de Jânio Quadros e Temer já deveria ter sido embalsamado em algum museu do vampirismo
Em uma entrevista a um dos diários conservadores paulistanos, Doria insinua ser mais forte, politicamente, do que Alckmin.

— Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB — disse. Ele acentua que tem aparecido, nas pesquisas, com uma rejeição menor do que a de Alckmin.

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência política.”

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Pastor Malafaia critica Bolsonaro e elogia Doria:

21 de julho de 2017 - ReaçaBlog

O pastor Silas Malafaia, um dos líderes da Assembleia de Deus, criticou a correta decisão do deputado Jair Bolsonaro de sair do PSC, um partido que também é uma franja da Assembleia de Deus na política.

Bolsonaro sabe que será boicotado pelo partido e dificilmente conseguirá legenda para disputar a presidência caso permaneça no PSC. Malafaia sabe disso, mas finge ignorar.

Por que o PSC, que com André Moura possui a liderança do governo Temer no Congresso, não garante desde agora a candidatura do deputado Jair Bolsonaro? Por que o pastor Everaldo, presidente do partido, não faz com que a executiva feche questão em torno da candidatura Bolsonaro? Por que o deputado Marco Feliciano, líder do partido na Câmara, não fala mais da candidatura? Vão coligar com quem?

Disse o pastor ao O Globo: “Se fizer isso, Bolsonaro não vai dar um tiro no pé. Vai dar um tiro na cabeça. Mas, pensando bem, é bom para o ser humano lidar com a contrariedade. Ele faz tudo sozinho, precisa se deparar com o contraditório. Se ele não consegue lidar com coisas pequenas, como dialogar com partido, imagine com as grandes questões.

Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência politica

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Filho de Bolsonaro provoca Doria:

07.04.17 - O antagonista

Eduardo Bolsonaro, deputado e filho de Jair Bolsonaro, escreveu há pouco em seu Twitter:
"Qto de Dória é do PSDB?Como se posiciona sobre desarmamento, maioridade penal etc? Ser prefeito é d presidente

A mensagem é acompanhada do trecho de uma entrevista em que Doria diz “odiar arma” e que “a gente não deve oferecer armas para as crianças nem de brincadeira”.

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Anônimo disse...

Serra promete sair do PSDB se Doria for candidato em 2018:

Inimigo íntimo

24 jun 2017 - Veja.com

A pelo menos um interlocutor, José Serra disse que sairá do PSDB, caso João Doria seja o candidato da legenda em 2018. Serra chega a chamar o prefeito de São Paulo de “blefe”. (...)

Mordaz disse...

E tinha algum outro motivo para Temer e o PMDB serem os fiéis cúmplices? Era tudo uma única quadrilha.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Dória descobriu que disputa mesmo eleitorado de Bolsonaro:

James Akel - 22 julho 2017 - Bdi

Agora somente que João Dória afilhado de Geraldo descobriu que disputa mesmo eleitorado que o deputado Jair Bolsonaro.
A diferença é que Jair Bolsonaro jamais se diz socialista, coisa que Dória teima em revelar. (...)

Pelo andar da carruagem, que nem é uma carruagem antiga de chocolates da Kopenhagen, João Dória ainda vai fazer muita bobagem em seu governo e vai se revelar mais um fernandista socialista.

Anônimo disse...

Acho que esse véio Polibio está decrépito, pois simplesmente publica tudo o que tão postando repetidas vezes sem parar. Quem tem saco pra ler isso? Lixo de blog.

Anônimo disse...

Vai dar meia horinha de cu comunista retardado

Anônimo disse...

Os robot estão inundando o espaço dos comentários com o mesmo assunto, isso já está notório demais e ficando insuportável!

Anônimo disse...

Quanta hipocrisia. E os 51 milhões nas malas do Gedel,. Rodrigo Loures e outras roubalheiras da quadrilha do PMDB???

Anônimo disse...

Esquerdopata sem noção e apoiador de corruptos.

Anônimo disse...

Nada. Temer tem feito Excelente governo e já criou mais de 700 mil empregos com carteira assinada.

Anônimo disse...

Temer é o cara! Tá de Parabéns!!!!

Anônimo disse...

E dá-lhe Temer!!!

Anônimo disse...

Tmj Doria!!!

Anônimo disse...


Atenção para a conversa do tal alckmin... o dito, que o fhc (petralha enrustido) quer que o seu partido apresente como candidato a presidente nas próximas eleições. Já foi uma vez e basta... A conversa parece coisa de um "obama brasileiro".

Anônimo disse...

Enquanto o Doria posa de antilulista, a cidade de São Paulo inaugura mais nove (9) ciclofaixas de lazer para atrapalhar à cidade. As ciclofaixas da cidade construídas pelo comuno-petista Fernando Haddad, estão todas abandonadas, sem uso, ninguém usa. Incrivelmente o Doria amplia o número de ciclofaixas para agradar meia dúzia de militantes petistas. Doria é um farsante.

Anônimo disse...

Políbio! Tem que limitar a entrada dessas repetidas notícias que não mais interessam ninguém.

Anônimo disse...

Não só no Nordeste. Não adianta continuar com a propaganda de guerra, o povo conhece Lula. E melhor, Lula, conhece o povo, o que não acontece com a maioria dos políticos.

Anônimo disse...

Doriana = PTista de Lacoste

Anônimo disse...

Guedel foi ministro por 3 ( três) anos do Lula, colocado na CEF pela Dilma!! Vem "falar" em hipocrisia??? Você deve ter votado no Temer, eu não votei MESMO!!!

Anônimo disse...

EXTRA! EXTRA! MIDIA COME BARRIGA! MIDIA ENROLA TODO MUNDO!

"SIGA O DINHEIRO ESTÚPIDO!"
"SIGA O DINHEIRO ESTÚPIDO!"

O QUE VIMOS NA TV FOI UM TEATRO MUITO MAL FEITO,kkkkk UMA MARACUTAIA DO PADRÃO DOS ALOPRADOS, UMA FARSA, UMA "TAPEAÇÃO":

1-OS MAÇOS DE NOTAS TODOS ELES ENFITADOS,COM FITA DO(s) BANCO(S) DE ONDE VIERAM, COM DATAS E DADOS,E ASSINATURA DE CONFERENTES!

2-NINGUÉM ENTREGA UMA DINHEIRAMA DAQUELAS SEM QUE ALGUÉM ASSINE, SE IDENTIFIQWUE E ESTEJA QUALIFICADO PARA receber!!!!POLIBIO,O QUE É ISSO?

3-NÃO ERA, NÃO ERA PRECISO DOIS DIAS E TANTAS MÁQUINAS PARA APURAR RAPIDAMENTE QUANTO TINHA, ERA SÓ CONTAR OS MAÇOS,CLARO , DEPOIS AS MAQUINAS CONTARIAM PARA CONFIRMAR. EU JÁ TRABALHEI EM BANCO E É ASSIM MESMO, AS FITAS CONTEM DADOS DO CONFERENTE,LOGO DO BANCO, E OS "POLICIAIS PROFISSIONAIS DESTRUIRAM AS FITAS DAS NOTAS!!!!!kkkkkkkkk

4-UM TEATRO, UMA ENCENAÇÃO PARA GENTE MUITO BURRA, PORQUE OS POLICIAIS, A IMPRENSA, OS REPÓRTERES "INTELIGENTES" NÃO QUESTIONARAM ALGUNS MAÇOS, NUMERO DE SÉRIE ETC E TAL...kkkkkkkkk,sabiam é claro ser uma montagem...

5-PROVAVELMENTE OUTROS ATOS DESTE TEATRO VÃO ACONTECER, ESTE É U PRIMEIRO ATO, E OS OUTROS IRÃO REVELAR ACUSAÇÕES BOMBÁSTICAS , AUTORIDADES PODEM SER INCRIMINDAS , POIS PODEM ACHAR ALGUM ITEM "IDENTIFICADOR"...MAS ESQUECERAM AS FITAS DOS MAÇOS DE NOTAS QUE DEVEM ESTAR FILMADOS EM HD E SDERÁ FACIL

"SEGUIR O DINHEIRO ESTÚPIDO!",

DE ONDE VEIO, MAIS FACIL QUE ACHAR UM "IP"

AS FIGURAS ENVOLVIDAS,REDES DE TV ,OS QUE QUEREM QUE TEMER SE DEMITA,INIMIGOS DA LEI, QUE TENTARAM LEVAR TUDO NUM "OBA OBA" QUE NÃO COLOU!!!NÃO ESGOTARÃO O ASSUNTO É UM TEATRO QUE VÃO APRESENTAR OUTROS ATOS...

NÃO EXPLORAR OS DETALHES DOS MAÇOS DE NOTAS E A ENCENAÇÃO DA CONTAGEM PARA DAR CREDIBILIDADE, É COISA PARA TROUXA, UMA BARRIGADA DA MIDIA UM TAPEAÇÃO...

Anônimo disse...

Acordos de delação passaram a ter força constituinte, critica Gilmar Mendes:

28 de junho de 2017 - Conjur

Para o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, os acordos de delação premiada firmados na operação "lava jato" são, em sua maioria, ilegais. Os documentos, critica o ministro, inauguraram um novo Direito Penal no Brasil, como se tivessem força constituinte. Ele afirmou, em sessão no Plenário no STF nesta quarta-feira (28/6), que os responsáveis pela operação “lava jato” travam uma disputa de poder os Poderes do Estado.

Em um voto incisivo, que levou mais de duas horas, Gilmar Mendes fez duros ataques à Procuradoria-Geral da República e citou diversos casos em que o Ministério Público teria desrespeitado a lei.

Em resposta ao argumento de outros integrantes da corte, de que o tribunal não poderia rever benefícios negociados pelo Ministério Público, porque geraria insegurança jurídica, ele lembrou que o STF já julgou até mesmo a validade de acordos internacionais, não sendo o MP imune ao controle do Supremo.

“Já se falou aqui que teríamos dever de lealdade para com a PGR, por exemplo. Nós temos dever de lealdade com a Constituição. Aqui, já declaramos até a inconstitucionalidade de tratados internacionais. Não podemos ficar impedidos de analisar acordo envolvendo infratores da lei. É uma premissa que precisa ser revisada”, disse. (...)

Anônimo disse...

- Mano do céu...
- Que foi?
- O Palocci fudeu o Lula. Você viu?
- Não vi. O que foi que ele falou?
- Que o Lula sabia de tudo.
- Eita. Tipo o quê?
- O esquema com a Odebrecht.
- Vixe. Agora vai.
- Vai.
- E ele mostrou uns áudios?
- Não.
- Uma sala repleta de mala de dinheiro?
- Não.
- Já sei: contas no exterior?
- Não.
- Extratos bancários?
- Não.
- Uma compra de sentença?
- Não. Nada disso.
- Pelo menos um helicóptero com coca?
- Não.
- Algum depósito na conta da Marisa?
- Neca.
- Palocci pelo menos participou das negociações?
- Diz que não. Mas o molusco contava para ele depois.
- Contava?
- É.
- Tem vídeo disso?
- Não.
- Gravação?
- Não.
- Grampo?
- Não.
- Testemunha?
- Não.
- Eram só ele e Lula? Ninguém mais viu?
- Só os dois. Petralhas.
- E a delação foi homologada?
- Foi.
- O juiz aceitou?
- Claro!
- Saquei.
- Não é incrível?
- Realmente. É incrível.

Anônimo disse...

É um desrespeito para com os leitores essa enormidade de posts repetidos. De agora em diante me recuso a ler os comentários. Vou passar a ler os comentários da Tribuna da Internet onde os que comentam respeitam os leitores. Fui

Bigode disse...

Bandido vota em bandido.