Atigo, Ricardo Noblat, O Globo - Lula, o retrato de um corrupto

Lula é corrupto. É o que ele é até sentença em contrário. Continuará a ser caso a Justiça em segunda instância confirme a decisão do juiz Sérgio Moro que o condenou a nove anos e seis meses de prisão.

Então ficará impedido de assumir cargos públicos por sete anos. No caso do tríplex do Guarujá, Lula incorreu em dois crimes: corrupção passiva e lavagem de dinheiro. É réu em mais quatro processos.

Lula insiste em dizer que somente o povo tem o direito de julgá-lo. Como se o exercício do voto em uma democracia dispensasse a existência da Justiça. Prega o desrespeito às leis uma vez chancelado pelo povo.

Se não reconhece que o mensalão existiu, por que admitir os crimes de que o acusam? Mente sem pejo. Na política, a verdade é tudo aquilo o que os políticos querem vender como tal.

CLIQUE AQUI para ler todo o artigo.

15 comentários:

Mordaz disse...

Engana-se quem pensa que o PMDB e Temer sejam diferentes e limpinhos. Só são mais profissionalizados no negócio de roubar dinheiro público.

Anônimo disse...

TEMER DESTRÓI POLÍTICA AMBIENTAL PARA SE SALVAR:

Em busca de 221 votos dos parlamentares que representam o agronegócio no Congresso, para se livrar das denúncias de corrupção e outros crimes contra ele, Michel Temer coloca em risco a política ambiental brasileira e até os direitos dos indígenas; recentemente, ele enviou ao Congresso um projeto de lei que retira 27% da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, no sudoeste do Pará, na região Amazônica, para legalizar grileiros e posseiros dentro da área; reunião realizada com a líder do PSB na semana passada, a deputada Tereza Cristina, que também é produtora rural, revelou que Temer prometeu intervir em demandas da bancada ruralista junto à Receita Federal; ambientalistas fazem coro ao dizer que o atual momento é um dos mais críticos para a agenda ambiental na história recente do País.

23 DE JULHO DE 2017

247 - Na busca para se salvar de denúncias apresentadas pela Procuradoria Geral da República após a delação premiada da JBS, Michel Temer tem colocado em risco a política ambiental do País e os direitos dos indígenas.

Temer quer conquistar nada menos que 221 votos dos parlamentares que representam o agronegócio na Câmara dos Deputados - 41% dos parlamentares da Câmara - e, para isso, trabalha com moedas de troca caras à bancada ruralista.

Recentemente, o peemedebista enviou ao Congresso um projeto de lei que retira 27% da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, no sudoeste do Pará, na região Amazônica, para legalizar grileiros e posseiros dentro da área. O PL substitui a Medida Provisória 756, que foi vetada por ele no mês passado após críticas de ambientalistas, e que previa um corte ainda maior da floresta, de 37%.

Outro gesto de Temer a favor dos ruralistas da Câmara foi uma promessa feita em reunião com a líder do PSB na semana passada, a deputada Tereza Cristina, que também é produtora rural no Mato Grosso do Sul. Temer assegurou que irá intervir em demandas da bancada ruralista junto à Receita Federal, um tema caro ao grupo.

Na última quarta-feira 19, a Advocacia-Geral da União (AGU) anunciou um parece da presidência que determina que todos os órgãos do governo federal deverão adotar o entendimento firmado no julgamento do STF sobre a Terra Indígena (TI) Raposa Serra do Sol, em Roraima, nos processos de demarcação de terras indígenas.

Em 2009, o Supremo definiu que a posse indígena das terras não impede a atuação do Poder Público na área, como a instalação, sem autorização prévia, de redes de comunicação, estradas e equipamentos públicos. A medida ignora, porém, decisão da Corte de 2013, que diz que as regras da reserva de Roraima não se aplicam a outras terras indígenas.

O parecer deve paralisar 748 processos em andamento hoje no País. Com a decisão, Temer atende outra pauta importante para a bancada ruralista.

Ambientalistas fazem coro ao dizer que o atual momento é um dos mais críticos para a agenda ambiental na história recente do País, como mostra reportagem do jornal O Globo neste fim de semana.

"No balcão atual de negociações com o governo, estão propostas tão ou mais impactantes para a preservação da natureza, segundo especialistas, como a flexibilização de regras para licenciamento ambiental, liberação de agrotóxicos e venda de terras para estrangeiros", diz trecho da matéria.

Anônimo disse...

Corruptos tem muitos por aí. Mas corrupto demagogo, enganador, safado, ignorante e boçal só tem um.

ATENTO disse...

UM "ZÉ TRINDADE DA POLÍTICA"

SE "BANCOU" , COLOU

A MAIOR CHANCHADA POLITICA REAL DE TODOS OS TEMPOS,SEGUIDORES AOS MILHÕES,MILITONTOS,PETISTAS IDIOTAS E AOS MILHÕES AJUDARAM-NO A ROUBAR E ENGANAR TANTOS POR TANTO TEMPO, E MUITOS AINDA INCRÉDULOS NA DUVIDA. ENVERGONHADOS NÃO VOTARAM MAIS NO "NO MESTRE".O PARTIDO, TRANSFORMADO EM SEITA,FINDOU-SE.

LULA ERA O QUE ERA,VIRAM E ENTENDERAM ERRADO,ELE SE LOCUPLETOU.

LULA TRABALHOU O DESEJO DAS PESSOAS,DEU A ENTENDER (NÃO DISSE) QUE ERA QUEM PODERIA SATISFAZER DESEJOS E NECESSIDADES,AS PESSOAS É QUE MONTARAM NA CABEÇA QUE ELE ERA O CARA, CADA UMA COM SEUS DESEJOS E NECESSIDADES. BINGO! O VIGARISTA PERFEITO.MILHÕES VIERAM AJUDA-LO A REALIZAR AS FAÇANHAS . UM "ZÉ TRINDADE DA POLITICA"

LULA,PT, NÃO ASSINOU A CONSTITUIÇÃO DE 88,

NEM NADA ,MUITO MENOS PRESIDENTE PODERIA SER. QUEM ACEITOU LULA,ESQUERDISTAS,DOUTORES,IMPRENSA,O FEZ,ACEITOU,IDIOTAMENTE , O FORA DA LEI SABENDO.LULA JA ERA UM CELERADO

A IMPRENSA BOLIVARIANA, PSEUDO ARTISTAS E INTELECTUAAIS DELIRAM COS CANDIDATOS DE ESQUERDAS E AGORA VÃO TER QUE TOMAR NO CU.PAGAR A CONTA DOS ROUBOS E DA QUEBRA DO PAIS,CHEGANDO.

O DESENHO É PERFEITO, NUNCA ENGANOU, ERA O QUE ERA, OS OUTROS SE ENGANARAM.AGORA PAGUEM.

Anônimo disse...

Se esse ladrão voltar ao poder, os brasileiros, viverão dias terríveis como o que está acontecendo com a Venezuela. Mortes nas ruas, falta do que comprar, falta de remédios, desgraça total. Assim é a previsão dos dias tenebrosos que nos esperam.

Anônimo disse...

COMO TEMER MATOU O FIES E TIROU OS POBRES DAS UNIVERSIDADES:

Da forma como sair do Congresso, a Medida Provisória 785, do governo federal, que mudará o financiamento do ensino superior, não deve ser capaz de levar o programa a quem mais precisa; o programa que chegou a oferecer 325 mil vagas em 2016 abriu quase a metade - 150 mil - em 2017, sob a gestão de Michel Temer; a MP, que visa corrigir situações de beneficiários e dar sustentabilidade ao programa, limitará a 100 mil estudantes de baixíssima renda por ano a serem beneficiados – antes, esse limite era de 300 mil por ano; além disso, o governo transferirá a bancos privados a concessão de crédito e análise de risco em uma de suas três modalidades; na prática, levarão vantagens estudantes com notas mais altas e perfil mais alinhado com o tipo de cliente de cada instituição financeira.

23 DE JULHO DE 2017

247 - Com a Medida Provisória 785, o governo de Michel Temer deverá promover mais de um de seus retrocessos, desta vez na área da educação.

A medida que mudará o financiamento do ensino superior, da forma como sair do Congresso Nacional, onde recebeu 278 emendas em 14 dias, não deve ser capaz de levar o programa Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) a quem mais necessita, conforme detalha reportagem da revista Época publicada neste fim de semana, intitulada "O Fies encolheu para os pobres".

Atualmente, a iniciativa atende mais de 117 mil estudantes universitários. A MP, que visa corrigir situações de estudantes endividados e que tiveram de parar o curso, mas principalmente dar sustentabilidade ao programa, limitará a 100 mil por ano o número de benefícios a estudantes de baixíssima renda (até três salários mínimos por família). Durante o governo Dilma, esse limite era de 300 mil por ano.

Com a MP, baixada há duas semanas, o programa será dividido em três etapas. As maiores mudanças estão nas duas etapas voltadas para alunos com renda familiar de até cinco salários mínimos.

Em uma delas, o governo transferirá a bancos privados a concessão de crédito e análise de risco. Na prática, levarão vantagens estudantes com notas mais altas e perfil mais alinhado com o tipo de cliente de cada instituição financeira.

A reportagem conta a história de uma estudante que perdeu o financiamento porque o pai, seu fiador, deixou de pagar uma conta de telefone e por isso começou a ser considerado inadimplente para os gestores do programa, por exemplo.

Nessas duas modalidades, haverá 210 mil vagas. Ao todo, haverá 310 mil vagas somando as três modalidades. Em 2016, houve 325 mil vagas ofertadas pelo programa em todo o País, número que caiu para quase a metade, 150 mil, em 2017, sob a gestão de Michel Temer.

PS: O traíra é o personagem politico justo verissimo, do Chico Anisio, segundo o qual "o povo que se exploda. Ou seja, se fizer parte dos 4 Ps (pobre, preto, put...e petista) tá fuzilado pela casa grande.

Anônimo disse...

PREVIDÊNCIA DE LULA, BLOQUEADA POR MORO, TEM ORIGEM 100% LÍCITA:

Comunicado divulgado pelo Instituto Lula informa que a realização de cada uma das 72 palestras para 45 instituições e empresas realizadas pelo ex-presidente entre 2011 e 2014, depois de deixar a presidência e de ser funcionário público, "foi comprovada ao Ministério Público Federal"; em 2014, quando tinha 68 anos, Lula decidiu aplicar parte dos recursos de sua empresa de palestras em um plano de previdência privada, que tem como beneficiários seus filhos; "São os cerca de R$ 7 milhões bloqueados na Brasilprev. Um outro plano também bloqueado, no valor de R$ 1,8 milhão, tinha como beneficiária a esposa de Lula, Marisa Letícia, falecida esse ano. Tudo dentro da lei, e feito com toda a documentação", finaliza o texto; confira o relatório de palestras.

23 DE JULHO DE 2017

247 - O Instituto Lula divulgou um comunicado neste domingo 23 destacando que a previdência privada mantida pelo ex-presidente com recursos de suas palestras, e bloqueada pelo juiz Sergio Moro na semana passada, tem origem 100% lícita.

O texto informa que a realização de cada uma das 72 palestras para 45 instituições e empresas realizadas pelo ex-presidente entre 2011 e 2014, depois de deixar a presidência e de ser funcionário público, "foi comprovada ao Ministério Público Federal".

Em 2014, quando tinha 68 anos, Lula decidiu aplicar parte dos recursos de sua empresa de palestras em um plano de previdência privada, que tem como beneficiários seus filhos.

"São os cerca de R$ 7 milhões bloqueados na Brasilprev. Um outro plano também bloqueado, no valor de R$ 1,8 milhão, tinha como beneficiária a esposa de Lula, Marisa Letícia, falecida esse ano. Tudo dentro da lei, e feito com toda a documentação", finaliza o texto.

PS: Mas para os neo nazistas, alguns vagabundos da imprensa marom glace e a República de Curitiba é tudo roubado, ou seja, se está entre os 4 Ps (petro, pobre, put. e petista), não basta ser honesto tem de provar que é honesto e mesmo assim não adianta.

Anônimo disse...

MAIS UM ROLO DA ERA TEMER: EMPRESA DE MINISTRO LEVA 70% DOS SUBSÍDIOS FEDERAIS NO MILHO:

A Amaggi, empresa da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, adquiriu cerca de 70% do subsídio leiloado no Prêmio de Escoamento do Produto (PEP) para subvencionar o transporte de milho, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vistos pela Reuters; a empresa, uma das maiores do agronegócio da América Latina, arrematou prêmios para apoiar o transporte de cerca de 730 mil toneladas de milho até dia 13 de julho, de um total de pouco mais de 1 milhão de toneladas negociadas em leilões desde 4 de maio, quando o governo federal iniciou o programa.

23 DE JULHO DE 2017

SÃO PAULO (Reuters) - A Amaggi, empresa da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, mostrou um apetite sem precedentes neste ano em leilões de Prêmio de Escoamento do Produto (PEP) para subvencionar o transporte de milho, adquirindo aproximadamente 70 por cento do subsídio leiloado, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vistos pela Reuters.

A empresa, uma das maiores do agronegócio da América Latina, arrematou prêmios para apoiar o transporte de cerca de 730 mil toneladas de milho até dia 13 de julho, de um total de pouco mais de 1 milhão de toneladas negociadas em leilões desde 4 de maio, quando o governo federal iniciou o programa para dar suporte aos preços do cereal, pressionados pela safra recorde no Brasil.

Os leilões de PEP, que o governo lançou para o milho neste ano pela primeira vez desde 2010, são uma forma de viabilizar negócios de produtos agrícolas a valores que cubram pelo menos os custos de produção dos agricultores em momento de colheita abundante. Isso porque, para receber o prêmio, os comerciantes têm que pagar preços mínimos.

Os subsídios são conquistados em leilões e não há evidência de que Maggi tenha agido para favorecer sua empresa. Entretanto, os resultados ressaltam uma situação incomum no Brasil, em que o principal funcionário do Ministério da Agricultura tem ligações com uma importante companhia do agronegócio.

Praticamente todos os leilões deste ano foram voltados para o milho de Mato Grosso, o maior produtor brasileiro do cereal, onde a Amaggi tem atuação mais forte e onde os preços também sofreram mais o efeito de uma colheita recorde. Isso exigiu o programa do governo, que por lei precisa garantir uma remuneração mínima aos agricultores.

Todas as operações de PEP, quase que semanais, movimentaram desde maio até meados de julho cerca de 51 milhões de reais, de acordo com dados da Conab. (...)

PS: Resumo da Opera: Qanto mais rico + subsídios do traíra, principalmente para quem está ho governo. Enquanto isso p traíra aumenta os combustíveis, ou seja, tira dos pobres para se manter no poder e bancar os privilégios dos mais abastados.

Anônimo disse...

LULA tirou BILHÕES da pobreza , ao TUNGAR , desde o Mensalão , o Petrolao , o assalto ao BNDES , dos Fundos de Pensão, das obras no País, BILHÕES de Reais do POVO pagador de impostos , através das propinas .!!!

Anônimo disse...

O povo brasileiro paga a MAIOR CARGA TRIBUTÁRIA do mundo, para sustentar a MAIOR CORRUPÇÃO do MUNDO.!!!

Anônimo disse...

O grande mentiroso é corrupto,sim. Os petralhas sabem disso. Mas, do alto de suas ignorâncias gritarão: "é corrupto sim, mas é nosso corrupto!"

Anônimo disse...

Mais PROFISSIONALIZADOS do que voce e LULA, MORDAZ? Acredito que não, LULA vem corrompendo desde os anos 70.



Anônimo disse...

São todos de esquerda, pSdb S é de Socialismo... Temer é vice de Dilma, Cidadão de Direita jamais se Uniria a PORCOS COMUNISTAS! Entendeu agora ???

Anônimo disse...

Tribunal solta filho de desembargadora preso com 130 quilos de maconha, arma e munições:

23 de julho de 2017 - DCM

Do blog do Ancelmo Goes, no O Globo:

O plantão judiciário do TJ-MS, sexta passada, soltou Breno Fernando Solon Borges, 37 anos, preso com 130 quilos de maconha, 199 munições de fuzil calibre 762 e uma pistola nove milímetros. Contra ele, havia dois mandados de prisão, que foram suspensos pela Justiça.

Breno vem a ser filho da desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, presidente do Tribunal Regional Eleitoral e integrante do Pleno do TJ do Mato Grosso do Sul. Que coisa, não?

PS1: A lei é para todos. (pausa para risos (ou vômito), ou seja, a Lei é para os 4Ps (preto, pobre, put..e petista);

PS2: Como diz o meme: " A Justiça não é cega: é burguesa e racista".

Anônimo disse...

REINALDO ACUSA DALLAGNOL DE TER SE TORNADO PROCURADOR FORA DA LEI:

"O agora coordenador da Força Tarefa colou grau em 2002 e prestou concurso no mesmo ano; só poderia tê-lo feito dois anos depois de formado", diz o colunista Reinaldo Azevedo; "O fato: Dallagnol se tornou procurador contra a lei, o que foi admitido pela própria Justiça, e lá permaneceu com base da teoria do 'fato consumado'”.

24 DE JULHO DE 2017

247 – O jornalista Reinaldo Azevedo acusa do procurador Deltan Dellagnol de ter entrado ilegalmente para a carreira do Ministério Público.

"O agora coordenador da Força Tarefa colou grau em 2002 e prestou concurso no mesmo ano; só poderia tê-lo feito dois anos depois de formado; TRF4 foi muito criativo no uso da teoria que o manteve no cargo. Definitivamente, não se pode dizer que esse rapaz seja um fanático das leis que o regime democrático consagra", diz o jornalista, em seu blog na RedeTV.

Abaixo, um trecho de sua coluna:

1: Dallagnol colou grau, como bacharel em direito, no dia 6 de fevereiro de 2002;

2: segundo o Artigo 187 da Lei Complementar nº 75/93 (Estatuto do Ministério Público da União), só podiam se inscrever para prestar concurso “bacharéis em Direito há pelo menos dois anos, de comprovada idoneidade moral”. NOTE-SE: a Emenda Constitucional 45, que é de 2004, elevou esse prazo para três anos;

3: Mas vocês sabem como é Dallagnol… Ele é um rapaz apressado. Seu Twitter prova isso. Vive pedindo a prisão de pessoas que nem denunciadas foram. Aproveitou a circunstância de que seu pai era um procurador aposentado do Ministério Público do… Paraná e, ORA VEJAM, CONSTITUIU-O COMO ADVOGADO E ENTROU COM UM RECURSO PARA PRESTAR O CONCURSO EM 2002, MESMO ANO EM QUE COLOU GRAU, AINDA QUE A LEI O IMPEDISSE. Que dois anos que nada! Isso era para os mortais!;

4: e, acreditem!, ele conseguiu, sim, uma liminar na Justiça Federal do Paraná para participar do concurso. Por quê? Não tentem saber! É impossível!;

5: sim, ele foi aprovado no concurso de 2002;

6: em 2003, já começava a exercer as funções de procurador no Tribunal de Contas União, com nomeação publicada no Diário Oficial;

7: a Advocacia Geral da União recorreu contra a flagrante ilegalidade. O que fez o juiz relator do caso, em 2004, no Tribunal Regional Federal da Quarta Região? Empregou a teoria do fato consumado, o que acabou sendo confirmado pela turma;

8: o recurso chegou ao Supremo, e decisão monocrática manteve Dallagnol no MPF; a AGU não recorreu;

9: a “teoria do fato consumado” em matéria de concurso público, sempre repugnou os juízes; em 2014, o STF bateu o martelo: não pode e pronto!;

10: sic transit gloria mundi…Fazer o quê? Fico aqui pensando o que diria Dallagnol se fosse um adversário seu a viver tal circunstância…

PS: Se o RA falou, tá falado.