O dia em que Sartori transformou o limão em doce limonada.

O governador José Ivo Sartori recuou e suspendeu o reajuste do seu próprio salário, posição seguida por seu vice, José Cairolli. Recuar quando se reconhece o próprio erro não é sinal de fraqueza, mas de fortaleza.
 
. Se fosse um general, o governador saberia que no campo de batalha nem sempre avançar a qualquer custo é sinal de força.

. Só pessoas do bem e inteligentes fazem isto.

. Com seu exemplo, Sartori frez do limão uma limonada e além disto colocou num brete todo o andar de cima que se beneficiou dos aumentos salariais. Pelo menos dois ocupantes dele, os deputados Van Hatten e Tiago Simon, resolveram aderir e também não receberão o aumento até que o período de contingenciamento dos gastos perdure.

. Eu acompanhei pelas redes sociais a reação das pessoas ao que aconteceu. No início, o pessoal não pareceu entender bem a grandeza e inteligência do gesto, mas diante das primeiras adesões, a percepção mudou de figura.

. É sobre isto o comentário de hoje do editor, intitulado: O dia em que Sartori transformou o limão em doce limonada.


21 comentários:

Anônimo disse...

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticia/2015/01/iotti-como-tu-vai-pedir-economia-se-tu-aumenta-teu-proprio-salario-4683657.html

Anônimo disse...

Na verdade tentou dar uma de joao sem braco, se pegar pegou.simples assim.

Anônimo disse...

O editor, como sempre, ajusta o seu argumento na defesa incondicional de Sartori, assim como fazia na época da Yeda.

Anônimo disse...

agora fez certo!

recua e deixa os deputados que o deixaram exposto sozinho pagarem o pato...

agora é ficar esperto para nao cometer mais infantilidades como essa...

Anônimo disse...

Meu caro Polibio, o Sartori demonstrou que não tem coragem, não é estadista é um simples demagogo e covarde que não tem coragem de enfrentar os problemas, e o pior não tem moral nem ética

Anônimo disse...

Ele poderia ter sido mais inteligente se recusando a assinar, deixaria a bomba no colo dos outros.
Mas, mesmo atrasado, foi uma bela jogada de mestre.

Anônimo disse...

Agora inês é morta. O resto é conversa fiada e mais demagogia por cima, com gestos para querer aparecer e enganar o povo.
Alguém acredita que Juizes e outros vão seguir?
Só loucos de qualquer gênero seguirão essa atitude.
Ainda mais os juízes que até o auxilio moradia estão exigindo e recebendo.

Anônimo disse...

O meu candidato, o Marcel Van Hatten, já está mostrando à que veio!
Será que os deputados comunistas assumidos, como a Manuela e outras porcarias, também irão fazer o mesmo?

Anônimo disse...

Existe uma lei em vigor, e ele é governo, enquadrando-se dentro da lei.Como é lei , ele receberá o aumento, não pode ser desvinculado dos demais. A lei foi aprovada em todos os pontos, não deixando subterfúgio para que alguém que não quisesse o referido aumento. Foi aprovada com todas as cláusulas. Poderá ele abrir mão do aumento?

Anônimo disse...

Pra ingenuo tu nao serve Polibio, isso foi uma jogada de marqueting da sua assessoria de comunicacao, o extrago ja foi feito e ninguem e' bobo.

o vingador disse...

O sr. editor fazendo a defesa do indefensavel ele não reconheceu o erro pois se fosse assim teria que revogar todo o projeto ele tentou foi tirar o.dle.fa reta para enganar alguns como sua senhoria este gringo acredito que nem no tranco vai pegar veja que na contençào de gastos tambem esta voltando atras.porco dio

Anônimo disse...

Não querendo ser chato e já sendo! Mas o Mazzaroppi é um IDIOTA mesmo!! Numa época dessas se dar auto aumento!!!! Visão política ZERO!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Esse gringo não tem colhões??
Vai ganhar menos que os secretários de Estado?
Aff, cadê o cara que disse que assumiria todas as consequências?

Anônimo disse...

Meu caro Políbio

É muita ingenuidade acreditar que realmente governador e vice irão "abrir mão" desse aumento. Vai entrar igual na folha de pagamento! Vão fazer o que com a "sobra"? doar para instituições de caridade? só acredito vendo mensalmente o comprovante de depósito na conta de alguma instituição!

Sandro

Anônimo disse...

mas a petezada da patrulha esta assídua no teu blog ,

Anônimo disse...

Antigamente este gesto tinha outro nome: DEMAGOGIA!
Ato heróico seria vetar os reajustes em razão do decreto de contenção de gastos e congelamento do pagamento de fornecedores, o que antigamente se chamava CALOTE!
Seria bom se o governador tivesse coragem de enfrentar o JUDICIÁRIO, MPE e TCE e cortasse na carne destes também. Isso sim seria um ato de coragem!

Anônimo disse...

Não adianta a coxinharada forçar a barra, basta falar com o taxista o garçon e o povo prá ver que ou o tiro saiu pela culatra, pque demonstrou fraqueza e só recuou pque foi constrangido, ou o povão só ficou sabendo q o malandro pegou a grana e pronto, ninguém além dos coxinhas ficaram sabendo disso ehehe

Anônimo disse...

Estás credenciado para as verbas de publicidade amigas ehehehe

Anônimo disse...

Concordo com o anonimo das 10:50! Aí sim seria um gesto de grandeza. Seria reconhecer a real situação financeira do Estado. Como diz aquele antigo ditado: "Uma andorinha só, não faz verão"!

Anônimo disse...

E Políbio? Por que não denuncias os absurdos das remunerações do judiciário e do ministério público?bTens medo?

Anônimo disse...

A abordagem do anônimo das 10:50, a meu juízo, está correta. Sartori não fez nenhum gesto heróico ao renunciar tardiamente ao aumento de seu salário, por ele mesmo decretado.Que heroísmo há nisso - recuar ante a repercussão negativa do seu ato entre àqueles que como eu, que votei nele, repudiaram sua atitude. A falta de coerência entre a sua pregação de campanha e essa atitude de agora é gritante e certamente decepcionou a muitos. Que economia fará aos raspados cofres do estado a sua volta atrás? De sentido prático, nada! Quando ele poderia ter tomado uma atitude, foi covarde. Começa muito mal o seu governo. Não tenho boas expectativas. Mais uma vez, nosso Rio Grande vai ser governado por um BANANA! É de chorar!