Sem dinheiro, Petrobrás corta investimento em poços

O Petrolão atingiu os interesses financeiros e a credibilidade da Petrobrás, que já está sem dinheiro até para as operações diárias. 



O repórter Alexis Salomão, enviado pelo jornal “O Estado de S. Paulo” a Macaé, Estado do Rio, informa na edição de hoje do diário que com problemas de caixa, a Petrobrás cortou investimentos na perfuração de novos poços e optou por extrair o máximo dos já existentes.

. Em janeiro de 2013, a estatal tinha 20 sondas perfurando poços.

. O jornal diz que segundo relatório da Petrobrás a que teve acesso o repórter, na semana passada a estatal tinha só 7 sondas em operação.

. No auge, a empresa sinalizou a intenção de perfurar mil poços.

. Além de limitar as descobertas , a freada desmonta um dos segmentos mais dinâmicos da indústria. De fabricantes de válvulas a grandes equipamentos, a cadeia de fornecedores sofre o impacto da medida. Gigantes como Schlumberger, Baker Hughes e Halliburton, tiveram prejuízos e demitiram. No setor, estima-se que cerca de 5 mil pessoas já foram demitidos na área de perfuração.

CLIQUE AQUI para saber mais.

4 comentários:

Anônimo disse...

Não há dúvida, Dilma é uma monstruosa gestora e sempre obtém os mesmos resultados, isto é quebra as empresas que comanda, e como quebra! O Brasil não aguenta incólume mais quatro anos de saques e desatinos.Acabemos com o PT antes que o PT acabe com o Brasil. A Petrobrás precisa urgentemente de empréstimos, mas de quem? De bancos do exterior somente com juros altíssimos, pois o Brasil está encalacrado . Do BNDES empréstimos agora nem pensar, pois ele emprestou fortunas para a JBS, para o Eike Batista, para o Porto de Mariel e para outras aventuras esquerdo-bananeiras cujo retorno é ZERO! Obrigado PT pelos 3 governos Lulla, vocês mostraram que são muito incompetentes , irresponsáveis e salafrários!

Anônimo disse...

A presidente desgraça Foster além de praticar uma administração criminosa, é também simplesmente incompetente, e nunca deveria estar no comando de uma empresa do porte da Petrobrás. Esta mulher já deveria estar apodrecendo na cadeia há muito tempo junto com a petralha Dilma!
IMPEACHMANT DA PETRALHA DILMA JÁ!

Justiniano disse...

Um quadro grave assola o futuro da Petrobrás, a começar pelo preço internacional do petróleo, que despenca diariamente.

Atrás desse redução, está a Arabia Saudita e os EUA, a primeira aumentou a produção e o segundo optou pela produção do xisto como solução energética. A Arabia Saudita quer fustigar o seu inimigo número 1 que é o Irã (vive as expensas da exportação de petróleo), assim como inviabilizar a produção do pré-sal brasileiro, exploração de águas profundas no Cazaquistão e exploração de petróleo na Africa, e o EUA visam e já obtiveram uma crise no seu inimigo numero 1 que é a Rússia, com redução do petróleo.

A tendência é de queda, tanto que na Bolsa de Londres tem contratos futuros para dezembro de 2015 a 45 dólares o barril.

Isto vai provocar o colapso da Venezuela e da Nigéria, um o maior do mundo e o outro maior do continente africano, que dependem do petróleo para tudo. E para uma redução maior do petróleo, os EUA vão aumentar a produção de etanol do milho, reduzindo a sua dependência do petróleo venezuelano (era o seu maior cliente externo).

A única vantagem que teria a Petrobrás seria comprar gasolina americana (isto mesmo, o Brasil importa gasolina americana), assim como petróleo mais barato, mas o problema é ter carta de crédito para pagar essas compras, pois a sua credibilidade no cenário internacional é desastrosa.

Com essa redução com o barril a 60 dólares o pré-sal é inviável, além da Petrobrás estar a beira da falência com um divida maior que o seu patrimônio, basta ver as ultimas notícias.

Assim o PT conseguiu acabar com a maior empresa do setor nos 12 anos de gestão Lula/Dilma, reduzindo um patrimônio de 450 bilhões para 120 bilhões, tudo graça a incompetência dos gestores e a corrupção endêmica dentro da estatal.

Dados mostram que nesse 12 anos houve um inchaço na estatal de 22 mil funcionários no inicio do governo Lula e atualmente já passam de 90 mil funcionários, sendo a maioria funcionários fantasmas, só aparecem para pegar o contra-cheque ao final do mês. Isto é um motivo porque o Sindipetro não se manifesta contra esses descalabro, pois iria contra os seus mentores petralhas,e viria a publico esse inchaço na estatal.

Aguardemos 2016, pois 2015 já acabou com o preço do petróleo. E esperamos que a Petrobrás saia da bacia das almas, ou saia do balão do oxigênio.



fred oliveira disse...

A amiga íntima de Dilma e sua protegida, Graça Foster, vai manchando a cada dia seu curriculo com a péssima administração da Petrobrás. E o desemprego no país tende a aumentar pois os diversos setores encontram-se estagnados ou recuando ante a pobre geração de riquezas do país.