Queda de Serra em nova pesquisa Ibope deixa PSDB em alerta

A nova queda nos índices de intenção de voto do candidato do PSDB à prefeitura, José Serra, forçarão uma mudança na estratégia de marketing da campanha. Sob orientação do marqueteiro Luiz Gonzales, serão apresentadas com mais ênfase as ações dos governos tucanos na capital e no estado, com as propostas que serão implementadas caso Serra seja eleito. Além disso, está sepultado o pacto de não agressão firmado com o candidato do PRB, Celso Russomanno, agora líder isolado nas pesquisas.

. A pesquisa Ibope divulgada nesta sexta mostra os candidatos Fernando Haddad (PT) e José Serra (PSDB) tecnicamente empatados no segundo lugar na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Celso Russomanno (PRB) segue na liderança isolada com 31% das intenções de votos, segundo a pesquisa. Haddad tem 16% das intenções de votos, enquanto Serra tem 20%. Como a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, o petista pode ter de 13% a 19% e Serra, de 17% a 23%, o que configura um empate técnico.

- O PSDB já sabia que os números que viriam nas pesquisas seriam ruins para o partido.

3 comentários:

Anônimo disse...

O serra já perdeu essa,no meu entendimento. Só de concorrer a prefeito depois de ter concorrido a presidência já diz tudo,mesmo que ganhe,perde. Mesmo que a cidade seja são paulo,não deixa de ser só uma cidade,ainda que a maior,com arrecadação enorme, etc,etc... O fato é que pras pretens~eos dele é como se tornar líder de bairro.

Anônimo disse...

Serra e o PSDB devem ter a humildade de aprenderem a lição depois da derrota que sofrerão em SP no próximo mês.

Esqueceram e abandonaram o eleitorado conservador e de centro-direita de SP, enorme, decisivo e carente de opções políticas viáveis.

Russomano cresce justamente dentre estes, pois é o único que (pelo menos no discurso) destoa completamente das esquerdas declaradas (PT, PCdoB, PSTU et caterva) e da esquerda enrustida e sem testosterona, que é o próprio PSDB.

Anônimo disse...

Serra vai ter que abrir mão do acordo de não agressão com Russomano, sob pena de não ir sequer para o segundo turno.

É mais facil ganhar do PT no segundo turno do que o Russomano.