Entenda melhor as cenas e as decisões patéticas tomadas pelos dignitários do Mercosul

Mais do que a reportagem de página inteira (página 26) que publicou na sua edição deste sábado, são mais relevantes as duas fotos que o jornal Zero Hora disponibilizou na capa e no miolo.

A foto da capa - Com um bedel sem importância, típico lambe-botas que não se respeita, o chanceler Antonio Patriota trata de trocar a placa que identifica o lugar da nova presidente do Mercosul, Dilma Rousseff.  A expressão de Dilma Roussef é de matrona severa, contrariada, enfastiada e irritadiça.

A foto da página 26 -
A legenda revela que "apontada como articuladora das sanções ao Paraguai, Cristina Kirchner entregou um quadro com o rosto de Chávez ao chanceler venezuelano". A foto mostra os presidentes aplaudindo, inclusive Morales e Correia. O presidente do Uruguai, José Mujica, preferiu botar as duas mãos ostensivamente às costas.

- A reunião do Mercosul  produziu decisões vergonhosas: 
1) a suspensão do Paraguai, que mesmo antes da sentença, não pode sequer falar e votar na reunião. 2) o ingresso autorizado da Venezuela, um golpe aos contratos de criação do próprio Mercosul, que exigem aprovações dos Legislativos dos quatro sócios, o que não aconteceu. 
3) as homenagens ao moribundo Chavez e ao seu companheiro de dor, o ex-presidente Lula.

12 comentários:

Anônimo disse...

BLOG DO CLAUDIO HUMBERTO

Noves fora, nada: punição ao
Paraguai é inócua
A “punição” do Mercosul ao Paraguai, anunciada em Mendonza, não produzirá qualquer efeito, exceto pelo gesto político de solidariedade ao ex-bispo Fernando Lugo. Agonizante, o Mercosul já não existe como sugere a expressão “mercado comum”, que o inspirou, em razão de medidas protecionistas de todos os países-membros. O organismo hoje é só uma espécie de convescote onde presidentes fingem unidade

Anônimo disse...

Este é o verdadeiro golpe.

Só as redes sociais podem nos salvar !!!

Aquiles disse...

Que a esquerdalha vagabunda e inútil continuem praticando culto e idolatria à personalidade de Lula e de Chávez.

Logo logo, os referidos idólatras poderão acender velas para seus queridinhos.

Eles estarão em outro mundo...

Anônimo disse...

não tem um lugar onde essa turma vá que o 9dedos não receba uma "homenagem"...

eh impressionante essa politica do puxa-saquismo descarado...

Anônimo disse...

Anônimo disse...
"Não tem um lugar onde essa turma vá que o 9dedos não receba uma "homenagem"...

eh impressionante essa politica do puxa-saquismo descarado"...

30 de junho de 2012 14:19

Não é puxa-saquismo, amigo - é a mais pura construção hoje dos ídolos de papel, que têm a função de cegar as massas no futuro - mas claro, mesmo sendo um projeto de dominação de longo prazo, seus efeitos JÁ se fazem sentir.

Mordaz disse...

É o símbolo do eixo fascista da AL onde os democratas não são bem vindo. Homenagem ao lider que nem mesmo faz parte do MERCOSUL ainda. Uma genuflexão ao fascismo virando as costas para os respectivos povos.

Anônimo disse...

A Venezuela trata-se da terceira economia da América do Sul, fecha um bloco que articula o extremo sul com o extremo norte do continente, contribui para a solidez energética por seu caráter de membro da Organização de Países Exportadores de Petróleo e não apresenta obstáculos comerciais porque não tem firmado nenhum tratado de livre comércio com terceiros países, como é o caso de Colômbia e Peru, entre outros, com os Estados Unidos.


Um papel chave será desempenhado por Alí Rodriguez, várias vezes ministro de Chávez, ex-secretário da OPEP e novo secretário da União Sulamericana de Nações, sucedendo um instável mandato da colombiana María Emma Mejía. Rodríguez disse ao jornal Página/12 que a América do Sul deve se unir em defesa de seus recursos naturais e em busca de maior desenvolvimento e de níveis mais amplos de justiça.


A América do Sul, pelo que se vê, ainda tem cartas para jogar em meio ao furacão da economia mundial. Tantas que sequer a deposição ilegal de Lugo e sua substituição por Federico Franco foram capazes de arruinar o jogo.

Se os golpistas paraguaios pretendiam bloquear indefinidamente a entrada da Venezuela, se deram mal. Ao incorporar o país caribenho, o Mercosul traz para si a maior reserva de petróleo do mundo, na faixa do Orinoco. Os estados brasileiros do Norte e do Nordeste agradecem. E a Odebrecht, que fez a ponte sobre o rio Orinoco, faz o metrô de Caracas e o sistema integrado de teleféricos da capital venezuelana, também.

Anônimo disse...

O anônimo das 18:57 coloca a questão econômica como justificativa para a palhaçada. Ora o Paraguai é pobre e por isso pode ser sacfificado. A Venezuela é rica e por isso seu governo corrupto deve ser aplaudido. É uma lógica e tanto. O discurso é um e as ações outras. A folha corrrida dos nossos governantes torna esse tipo de atitude bem coerente.

Anônimo disse...

A MÁFIA PTRALHA acima DEFENDENDO a conduta dos seus chefes.

Aqui não precisa, que vão a grande midia, lá voces já as compraram para dizer as suas asneiras.

Anônimo disse...

A direitalha do blog estão "liberadas" para ir para o paraguai. Cuidado para não serem "assaltados" e "mortos" igual aos "brasiguaios" que cairam no "canto da sereia" desses "malandros" de direita, os quais são 2% da população paraguaia e tetem 100% das terras do paraguai.

Aquiles disse...

O esquerdalha anônimo das 20:01 esta liberado para ir para Cuba ou Coréia do Norte.

E de preferência que não volte nunca mais.

Anônimo disse...

Esse negócio de ir morar no Paraguai ou em Cuba ou Correia é coisa desse pessoal da direita, se poderem se "locupletar" de pais pobre ou de "esquerda" lá vão eles!!!!!

É o caso dos "brasiguaios" e do pessoal que fala mal de todo governo de esquerda mas "morrem de amor pela China" e lá se vão com sua empresas para aproveitar o trabalho "escravo" daquele povo.

Se estivesse "liberado" iriam pra cube e coreia do norte também, "eles não tem escrupulos mesmo" não enchergam além de seus "umbigos". Negocio é lucro.

Criem Vergonha na cara!!!!!!!!!