Reportagem de Piauí: A vida dos estudantes brasileiros em Havana e a cubana que avisa: "Não existe futuro aqui; o que existe é o agora"

Esta reportagem de Plínio Fraga foi publicada na edição da revista Piauí que está nas bancas sob o título  "La vida por la izquierda". Trata-se de um um denso e saboroso texto que ocupa cinco páginas, narrando como vivem os 600 estudantes brasileiros que estudam em Cuba, mas ao mesmo tempo contando como vai atualmente o cotidiano da população que se movimenta sob a ditadura dos irmãos Castro. 

. Como já se sabia e a revista conta, os brasileiros que foram estudar medicina em Cuba são todos estudantes comunistas ou simpatizantes que fracassaram nos vestibulares do nosso País. A reportagem narra como é que eles suportam tomar banho apenas quando existe água, de que modo se conformam em sair apenas nas noites de final de semana e como enfrentam a escassez de remédios, equipamentos e pobreza absoluta dos hospitais e postos de saúde em petição de miséria. 

. O estudante mineiro Rodrigo Carneiro, como muitos outros, é honesto ao falar sobre a vida em Havana:
- Eu tinha uma visão utópica do socialismo. Isto aqui é uma ditadura disfarçada.

. Muitos cubanos já perceberam isto e perceberam que não há futuro em Cuba. É o caso de Annarede Trapago Santana, garconete em Havana, que avisou ao repórter da Piauí:
- Não existe futuro, o que existe é o agora.

CLIQUE AQUI para ouvir a narração da reportagem de Piauí. São 31 minutos, mas vale a pena. O leitor também pode comprar a revista em boas livrarias, como a Livraria Cultura, Porto Alegre, no Bourbon Country. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Esse era o sonho dos terroristas que tentaram implantar esse regime no Brasil. Hoje estão todos sendo bem pagos pela bolsa ditadura, quando não estão no poder.

Anônimo disse...

Políbio,

"O caminho mais longo para a economia de mercado é o SOCIALISMO"
Frase de Roberto Campos.
Só agora, depois de 50 anos,muitas mortes e sofrimentos os cubanos eoutros psicopatas estão percebendo.