Walmart avisa que vai sair 100% do Brasil

O grupo americano Walmart, que ingressou com grande pompa no Brasil na década de 90, comprando de uma só vez três redes poderosas de supermercados gaúchos (Nacional, Econômico e BIG, estes dois últimos do grupo português Sonae), anunciou, ontem, que sairá do País.

Walmart já vendeu a maior parte dos seus ativos brasileiros para o grupo americano Advent, também dono da rede gaúcha Quero-Quero.

19 comentários:

Anti-Comunista disse...

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS( PCP). O BRASIL É COMUNISTA.

Anônimo disse...

Boa viagem, nunca entenderam o público brasileiro, o supermercado BIG era péssimo, sujo e com atendimento absurdo.

Anti-Comunista disse...

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS( PCP). O BRASIL É COMUNISTA.

Anti-Comunista disse...

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS( PCP). O BRASIL É COMUNISTA.

Anônimo disse...

Ha ha ha... ninguém quer segurar dinheiro aqui dentro. Criam grupos lá fora para enviar os lucros e ter segurança jurídica. É proibido, no país dos invejosos, ter muito dinheiro.

Anônimo disse...

Quando conhecem de perto a realidade brasileira, os altos impostos, as leis trabalhistas, o despreparo e a malandragem dos trabalhadores, os investidores estrangeiros desistem. Espero que não aconteça o mesmo com a dinâmica e competente FRAPORT, que está enfrentando o atraso da mentalidade de algumas autoridades locais.

Anônimo disse...

Isso é brazil. O RS só perde tempo em não cair fora.

Anônimo disse...

Já vai tarde. O BIG quando era do Sonae português a qualidade era muito boa. Em tudo. Depois virou um lixo

Anônimo disse...

O Brasil não é para principiantes !

Anônimo disse...

>>

É uma pena mesmo. Tinha os melhores preços, faziam promoções incríveis, mas não conseguiram entender o "capitalismo" a brasileira: um misto de socialismo utópico com selvageria economica pura e simples.

A rede Walmart tinha um principio de vender mais baixando os preços dos produtos. Para isso, comprava em grande quantidade de fornecedores, otimizava custos e por ai.

Eles não suportaram o maldito Custo Brasil, não aguentaram a feroz, cruel e estupida burocracia enraigada em nossa cultura. Não aceitaram a obrigação de destinar onerosos esforços apenas para atender a parafernália de normas, impostos e confusas leis brasileiras.

Imagine, por exemplo, a fortuna gasta por grandes empresas brasileiras apenas para se protegerem da Justiça Trabalhista!! Esse custo, na verdade, acaba sendo pago por todos nós, consumidores.

Moral da História: Jamais seremos um país do primeiro mundo.

<<

Anônimo disse...

Não sei se é isso mesmo. Tem mercados que sobrevivem no Brasil e são bem melhores que o nacional/big.

Anônimo disse...

Xiiiiiiiiiii, se é americano e tá saindo do Brasil é pq vem bomba ai para os brasucas....

Anônimo disse...

Deve ter sido avisado pelo Serviço Secreto amenricano, pula fora desse pais se não afunda junto.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo das 10:44h. Essa é a verdadeira realidade do Brasil.

Justiniano disse...

Isso demonstra que não somos considerados prioridades dessa empresa, porque no Chile são uma rede importante de supermercados.

A política de bodegão (típico americano) gêneros alimentícios, eletrodomésticos e roupas não é do estilo brasileiro.

Emmanuel disse...

De Farquhar a Walmart ...o Brasil quebrando todo mundo!! Só nós não vamos embora .. porque não tem como.

Anônimo disse...

já vai tarde, a dona desta empresa ODEIA DONALD TRUMP E OBVIAMENTE NUNCA ESCONDEU O DESCONFORTO COM O #MITO, inclusive funcionarios do BIG foram treinados para perseguir clientes considerados de direita, pasmem

Anônimo disse...

O problema real e que contrataram um monte de funcionários medíocres para exercer o gerenciamentô dos negócios

Olívio Licurgo Magalhães Bahia disse...

Esse lixo já vai tarde.