Artigo, Fernanda Tele - Reflexões

- Professora de história.

Ao lado, uma professora toupeira em plena ação curricular.

O editor disponibiliza este texto que rola nas redes sociais, porque revela mais uma vez o desconhecimento da maior parte dos professores em relação ao que aconteceu no mundo. A ideologia que a professora defende,foi implementada na URSSe mais uma dezena de Países. Todos transformaram-se em tragédias econômicas e ditaduras sanguinárias. É esse tipo de gente que ensina nossos filhos qual o melhor caminho a percorrer para alcançar a suprema ignorância em vida. A professora não pode citar um só caso de êxito.

Eu quando trabalho Marx em sala de aula, puxo para o estudo da " Ideologia alemã", mas esse ano tive uma necessidade imensa de voltar a trabalhar o Capital.
É inadmissível que tenhamos uma geração inteira que não compreende a importância da luta, que não se reconhece como proletariado, que não percebe que é explorado.
O seu diploma, a sua pós não te faz membro da elite. Você não é diferente do gari, da empregada doméstica, do pedreiro. Você apenas vive numa grande ilusão social.
Elite não parcela a compra de um carro em 60 meses, a casa em 20 anos.
Elite não utiliza o FGTS para se sustentar em caso de desemprego, muito menos precisa de seguro desemprego. Elite não conta moeda no final do mês e não briga em aniversário de mercado pelo litro de óleo.

Não importa se você tem um cargo de chefia com carteira assinada numa grande empresa ou é um micro empresário que precisa, volta e meia, de empréstimos para manter sua empresa.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

22 comentários:

Anônimo disse...

É como torcer apenas por um personagem do filme. Não resolve. Não aprofunda e divide, bem além de somar. Mostra ter bom coração. Ela pelo menos não quer que a classe média morra. Ainda bem.

Anônimo disse...

Já que estamos falando de lutas de classes, etc. vou lembrar uma excelente definição apresentada por Reagan:
" Comunista é aquele que leu Engels e Marx; anti-comunista é aquele que entendeu".


















m

Claudia Rodrigues disse...

Duas perguntas sobre o video: Essa gente diz alguma coisa além de palavrões? O trabalhador da Rede Globo não merece respeito?

Anônimo disse...

Cada um colhe o que planta.Infelizmente uma emissora brasileira que está, enfiou os pés que pelas mãos, desaparecendo, em seu lugar virá uma estrangeira super honesta que adora ajudar os brasileiros, vai acontecer como as Empreiteiras brasileiras que podiam concorrer com as estrangeiras e com a Lava Jato as grandes obras irão para as Empresas"Super Honestas" estrangeiras.

Anônimo disse...

Professores de estória e não de História.

Anônimo disse...

DIARREIA VERBAR,OU BLENORRAGIA BOCAL

Anônimo disse...

voce que professor brazuca saiba o que acontece no mundo?

ahahaha...

é um das classes mais obtusas e obscurantistas do país...

os caras mal saem do perimetro onde moram, so leem porcarias comunistas, mal falam o proprio idioma (que dirá outros), sao manobrados pelos analfabetos funcionais dos sindicatos, e o país conta com esse pessoal para "educar" o seu povo - salvo raras exceções...

Polibio, acorda, o Brasil não tem solução...

Chico Vilis disse...

Maravilha, todos alienados, todos conscientes que são explorados.
Explorados por quem? Por alguém que ensina "estória" como se fosse o supra sumo do que há de melhor em algum lugar do "seu" pensamento e para o "teu" melhor proveito?
Importante é progredirmos na vida, em todos os aspectos, em todas as disciplinas e em todas as nuances possíveis naquilo que a vida oferece para cada ser humano.
Talvez falte a essa pretensa ensinadora um pouco mais de estudo sobre a complexidade da vida em toda sua plenitude, a começar que a toupeira em todo seu primitivismo tem instintos, instintos que a Natureza lhe forneceu. O ser humano, para sua tristeza, possuidora de uma necessidade imensa de ser raiz de vegetal para alimentar toupeiras, é muito, mas muito mais evoluído e sofisticado que uma toupeira, donde então a pergunta: Qual o seu motivo para querer todos os humanos vivendo como toupeiras?
Vai estudar, livre-se do lixo mental que lhe colocaram na cabeça após a lavagem cerebral (lavagem que você nem percebeu).
Estude um pouco mais e verá que o Mundo, o Universo e o conhecimento humano acumulado por milênios não pode ser apenas ignorado por uma ideologia que só almeja e trás infelicidade numa prisão abjeta.
Pretensa ensinadora, estude um pouco mais, abra seu pensamento e depois poderá pensar em ser professora de história.
Vá em frente, tenha fé, você conseguirá!

Jean Alencar disse...

Professora, por favor nos diga:
- Será quem os opressores e exploradores sugeridos?
- Será como o sistema opressor mencionado?
- Será o que a chamada elite? São os que detém o dinheiro ou o poder?
- Será que o sistema apregoada trará felicidade às pessoas dentro do livre-arbítrio, da livre iniciativa ou o melhor é todos seguirem o que os poderosos anônimos querem e impõem?
- Será que luta a professora menciona é algo que se pode saber mais? - Será o que lutar em favor de quem ou de que? De um partido, de uma ideologia, de um grande líder? de algo que só destrói e nada de bom constrói?
- Será que a professora sabe que todas as pessoas que possuem vontade querem ser elite, participar da elite?
- Será que a professora sabe que chegar a elite é necessário muito trabalho, dedicação e inteligência?
- Será que a professora sabe que quando se está na elite é necessário muito trabalho para lá se manter?
- Será que a professora quer uma sociedade governada por um Putin, Fidel, Jong Un ou assemelhados?
- Será que a professora quer a todos comungando com Marx e Gramsci, sem qualquer outra alternativa?
- Será que a professora sabe que os maiores mentores da ideologia professada são os verdadeiros "donos" do dinheiro e do poder no mundo?
- Será que a professora sabe que não passa de uma criatura classificada como idiota-útil pelos agentes de lavagem cerebral?
- Será que se a professora estudar um pouco adquirirá mais conhecimentos e evoluirá da idade mental de 12 anos, como no texto deixa transparecer?
- será que a professora sabe que evoluindo poderá ser mais útil a si mesma e à sociedade onde vive?

Anônimo disse...

Puta que a pariu, a professorinha não entendeu nada ainda!
Se é pra lutar que lute por uma profissão mais digna, por uma melhor colocação dentro de uma empresa, porque estudou, enfim, por merecimento, cada um deve ganhar pelo que faz e não por esmola ou por coitadismo, porque desse jeito a máquina não funciona, temos dois exemplos aqui perto de quando se tira o sonho das pessoas crescerem trabalhando, a "maravilhosa utopia" do Fidel e mais recentemente a Venezuela que está indo pro mesmo buraco comunista, que pelo visto é o sonho desta professora ignorante!

Anônimo disse...

Quer salvar o mundo mas não cuida do próprio quintal! É o reflexo do nosso magistério que ainda vive na Pré-História! Graças a Deus não tive, não quero ter e não terei filhos! Quem tem, teve, ou terá, olhe para o que os aguarda!

Anônimo disse...

"ONDE HOUVER JUSTIÇA HÁ PAZ"

Vivemos numa guerra civil não declarada, por NÃO TERMOS JUSTIÇA!

Justiniano disse...

Meritocracia é algo que não entra no vocabulário de um comunista petralha.

São comedores de capim e alfafa porque são incapazes de fazer outra coisa, porque são bitolados e incompetentes.

Esses dias conheci uma ex-professora que resolveu mudar de vida e montou um startup de serviços e comentando sobre a atual situação, disse que a cegueira ideológica dentro da classe é algo de extremismo e que ela agora é rotulada pelas ex-colegas de burguesa. Os competentes caem fora e vão melhorar a vida e os recalcados vão ficar descarregando as suas frustrações na sala de aula.

Anônimo disse...

Observem que a toupeira da ilustração tem só 4 dedos na mão esquerda. Coincidência?

Anônimo disse...

Tsc, tsc, tsc! Mais uma idiota, que se autodenomina educadora, mas que não passa de uma profizinha guiada pelo cpers, fazendo lavagem cerebral em seus alunos.
Sou professora com muito orgulho, já fui da base da "pirâmide" quando iniciei minha carreira no Magistério.
Não me considero da elite financeira, mas sou elite, SIM, do conhecimento. Cheguei lá trabalhando muitas vezes em jornadas de mais de 60 horas semanais, estudando e fazendo especializações nas férias e fins de semana. Também recebi promoções por mérito e reconhecimento no Plano de Carreira do Magistério Público de Santa Catarina, onde atuei durante 30 anos como professora concursada.
Essa infeliz ensinadora continua o maldito discurso do "nós contra eles", que só divide os brasileiros.
Espero que seus alunos desenvolvam senso crítico e de justiça com outros professores, pois essa aí poderá arruinar alguns, jamais a maioria.

Anônimo disse...

Até o camarada Napoleão da Revolução dos Bichos ficou com inveja dela!

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:
Primeiro, professora está desesperada, pois já quase ninguém acredita nesse despautério perpetrado pelos professores esquerdistas. Então . logo,logo, vai perder a "boquinha".
Segundo, inteligência têm limite, ignorância não.

Anônimo disse...

É a velha idealização da inveja, que prega a mediocridade coletivizada.

Anônimo disse...

como q uma diaba dessas se atreve a dar pitaco no que fazem ou deixam de fazer os microempresarios, acho q eles deveriam meter um processo nessa burrona de meia tijela

Anônimo disse...

Os seres vivos não são iguais. Leão não é igual a veado. Lobo não é cordeiro. Lamentável é tentar confundir as presas de que são iguais a predadores.

Anônimo disse...

Professora. Aposentada. Ótimo discurso. Tem toda a razão do mundo. Mas, está pregando no deserto.

Língua Portuguesa disse...

http://revide.blogspot.com.br/2017/06/marx-aulas-e-alienacao.html