Relator da reforma política (Vicente Cândido, PT) apresenta emenda para livrar Lula da prisão

O relator da reforma política na Câmara Federal, Vicente Cândido, PT-SP (foto ao lado), quer criar uma regra, na proposta de reforma política, impedindo que candidatos sejam presos a partir de oito meses antes das eleições - o que beneficiaria políticos investigados. A proposta recebeu o apelido de "emenda Lula". As informações foram relevadas neste sábado pelo jornal O Estado de S. Paulo.O deputado, colega de partido do ex-presidente, propõe alterar o artigo 236 do Código Eleitoral e criar a "habilitação prévia de candidatura;

Em entrevista ao Estadão, o deputado admitiu que Lula se beneficiaria da nova regra, mas que a mudança não foi proposta para proteger apenas o ex-presidente, mas também outros políticos.

– É nossa arma contra esse período de judicialização da política – declarou, ressaltando que outros partidos apoiam a proposta.

Hoje, conforme o código eleitoral, o prazo máximo para prender candidatos é de 15 dias antes das urnas, salvo prisões em flagrante. 

Se a mudança no código eleitoral for aprovada, o petista poderá se candidatar nas próximas eleições, mesmo condenado.

A comissão especial da reforma política votará o texto até 3 de agosto. Para que a proposta de Vicente Cândido entre em vigor em 2018, o texto precisa ser aprovado pelo Congresso até setembro.