Aiatolá iraquiano que prega destruição de Israel falará sobre terrorismo em São Paulo

No Brasil, ele reproduzirá esse mesmo discurso de ódio que propaga por onde passa.

O iraquiano Mohsen Araki, estrela do islã xiita, dono do título de aiatolá, integrante do círculo mais próximo líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, de quem é amigo pessoal desde a juventu, desembarcará no Brasil na próxima semana para pregar em mesquitas e instituições patrocinadas pelo governo do Irã no Brasil. No sábado dia 29, ele proferirá uma palestra no evento “Os muçulmanos e o enfrentamento ao terrorismo radical”, que será em São Paulo, no Novotel Center Norte. 

Mohsen Araki é conhecido por pregar a violência contra o que ele define como inimigos do islã.

Ele prega a destruição de Israel.

Em suas pregações, Araki, em uma visita ao Líbano, ele sugeriu aos líderes do Hamas, o grupo terrorista que controla a Faixa de Gaza, uma união estratégica entre todos as organizações terroristas que atuam no Líbano e Palestina como forma de “banir Israel do mapa”, conforme publicado pela imprensa oficial iraniana.

Em sua página oficial no Facebook, o líder religioso não faz questão de esconder seus vínculos com o Hezbollah e suas posições extremistas.