Empresas já pagam mais pela energia do que na época do "benefício" (2012) prometido por Dilma

Cerca de 99% das empresas do setor pagarão mais pela eletricidade neste ano do que em 2012 -quando foi promulgada a MP 579 a fim de diminuir os preços-, mostra levantamento da Comerc Energia, feito a pedido da Folha de S. Paulo, de quem é esta matérias.

Publicada em setembro de 2012, a MP 579 (convertida na lei nº 12.783) prometia deságio médio de 28% nas tarifas para a indústria no ano de 2013. No entanto, a queda foi menor e, com os reajustes já aprovados em 2014, os consumidores industriais pagarão, em média, 23,8% a mais do que no período anterior à aprovação da MP. Consideradas as seis principais distribuidoras que já tiveram aprovados reajustes neste ano -AES Sul, Cemat, Coelba, Coelce, Cemig e CPFL Paulista-, os preços médios deste ano ficarão em R$ 182 por megawatt-hora (MWh).

Em 2012, o preço médio era de R$ 147 por MWh.
A alta registrada nos custos é bem superior à inflação do período (de 11% desde setembro de 2012).

No calendário de reajustes, os principais aumentos previstos neste ano daqui para a frente são o da Eletropaulo, que abastece a região metropolitana de São Paulo, em julho, da CEEE, fornecedora da Grande Porto Alegre, em outubro; e da Light, da Grande Rio de Janeiro, em novembro.

. Ainda não há estimativa para esses aumentos

7 comentários:

Anônimo disse...

Dilma a Gerentona....kkkkkk
E bem Tabajara.

Anônimo disse...

Políbio.
Quem sabe tu cobra do FHC e do Brito as privatizações cretinas que fizeram no setor elétrico.

Anônimo disse...

Lulla pegou um país com muito dinheiro em caixa, com economia equilibrada, sem inflação e com a economia mundial bombando. Fez o Brasil crescer bem menos que a média dos "BRIC's", endividou o Brasil e iludiu aos seus idiotas eleitores como se tudo estivesse as mil maravilhas. Dilma pegou um país já claudicante pelos erros e manobras ideologizadas e corrompidas de 9Dedos e conduziu a economia à moda esquerda bananeira, e dando no que deu. A Petrobrás está tecnicamente falida, a Eletrobrás está muito mal das pernas, os fundos de pensões das estatais foram esvaziados e o Brasil como um todo está mais pobre e mais fraco. Sofremos um processo de venezuelização econômica e com esta mentalidade retrógrada, intrinsecamente corrupta e conduzida nos neófitos pré-socráticos, só teremos a perder nos próximos anos e a principal perda será a da liberdade.

Anônimo disse...

Cabeça que não pensa o corpo padece já dizia meu avô na década de 50.

Anônimo disse...

OK. Mas SP, SC, PR e MG por não terem feito acordo com Dilma, há época que foi reduzido a tarifa de energia elétrica certamente não vão reduzir a tarifa, certo?

Anônimo disse...

O PT dizia em 2002, que tudo estava errado na economia. IMAGINEM essa quadrilha do mensalão, INCOMPETENTE, se tivesse pego o governo com 2555% de inflação(essa era a inflação antes do plano real), como sairiam dessa situação. O manteiga, o Mercadante, o palloci(o homem do aptº de 7 milhões de reais) não saberiam o que fazer. ELLES ESTÃO ACABANDO COM O PLANO REAL.......

Anônimo disse...

O Lula pegou o bolo do forno que ainda estava crescendo e distribuiu para Deus e todo mundo.Agora só está restando as migalhas para o povão.