Puggina acusa milícias fascistas do PT e seus parceiros pelos ataques a Yoani

* Título original do artigo: Os piores cegos
Percival Puggina

Reinaldo Azevedo mostrou muito bem, em um de seus textos mais recentes, o erro crasso cometido pelos jornalistas que avaliaram quase como se fosse um Fla-Flu a mobilização de grupos antagônicos em torno da visita de Yoani Sanchez ao Brasil.  De fato, é um absurdo tratar as milícias fascistas montadas para impedir uma pessoa de falar e os cidadãos que a isso se opõem querendo ouvi-la como se fossem forças opostas com iguais méritos e deméritos. Não são.Só para lembrar. Volta e meia, o PT e seus parceiros promovem fóruns de esquerda. Com tudo custeado mediante recursos públicos, trazem ao Brasil gente da pior espécie. Verdadeiros gângsteres da filosofia e da política. Se fosse consultada, a sociedade que paga impostos jamais concordaria em patrocinar esses gastos. Mesmo assim, não tenho notícias de que forças políticas oponentes organizem milícias para impedir que os participantes desses eventos profiram suas tolices e difundam seus maus ensinamentos.

. Por outro lado, é indispensável escrever e sublinhar que os agressores da blogueira estavam - vejam só! - declaradamente a serviço de dois governos e de um projeto geopolítico. A serviço do governo cubano, a serviço do governo brasileiro e a serviço do Foro de São Paulo. Isso não é tarefa que se atribua a meninos arrogantes. A presença de um membro do gabinete do ministro Gilberto Carvalho na reunião preparatória dessas estripulias fascistas, ocorrida na embaixada de Cuba, torna tudo muito evidente. A reunião era para combinar as ações de repúdio à senhora cubana. A articulação se faria pelas redes sociais. Para facilitar o trabalho, foi distribuído um CD com as informações necessárias. E o funcionário do governo brasileiro presente à reunião era, casualmente, o assessor do Palácio do Planalto para redes sociais (um bom exemplo do que eu chamo de aparelhamento partidário da estrutura do Estado). Em São Paulo, na esquina do Conjunto Nacional onde Yoani autografava seu livro, um grupo gritava: "Sai fora, blogueira imperialista. A América Latina será toda comunista". Ora, esse é o projeto do Foro de São Paulo.

. Tenho certeza de que muitas pessoas, ao lerem este pequeno texto - quase um desabafo para que não se diga que eu não entendi o que esteve em curso - dirão que estou ampliando as dimensões de um fato menor. Pois esses são os piores cegos. Lula, Dilma e os seus amam de paixão quem pensa assim. Os gângsteres da política, da filosofia e da educação não querem outros opositores. O projeto proclamado alta voz na esquina da Rua Augusta com Avenida Paulista, vai bem adiantado na Venezuela, Equador, Bolívia, Paraguai, Argentina, Peru, Uruguai, Brasil e - historicamente - em Cuba. Os resultados são péssimos, mas isso não tem qualquer significado diante da importância da causa. Para tudo contam com o generoso beneplácito dos que não querem ver. Nada mais adequado a estes do que um líder que nada sabe, nada vê e nada ouve.    

5 comentários:

Anônimo disse...

Precisamos de mais Yoanis por aqui para desmascarar esse proto fascistas de shopping center.

Anônimo disse...

o brasileiro rejeita a ideia que nessepaiz ha grupos fascistas esquerdistas e que a ditadura pode sim ser uma realidade próxima, por pura preguiça...

pensar, partir para a ação, ficar espantado com o que se vê, podemos dizer que "da trabalho"...

o brasileiro nega tudo para que nada se altere na medíocre rotina da sua vidinha...

passam ao lado de um grupo de gorilas fascistas como esses que atacaram a cubana e acham que eh so um evento esporádico, coisa de quem "nao tem nada para fazer"...

Anônimo disse...

Repito:
Esses caras não são militantes "fascistas".
São socialistas da gema! Neo-Comunistas, mesmo!

Essa mania de associar todas as demonstrações de totalitarismo esquerdalha ao fascismo, termina sempre livrando a cara do Socialismo que é intrinsecamente totalitário!

Embora Fascismo e Socialismo sejam congêneres esquerdalhas, a utilização do fascismo como boi de piranha, assegura a manutenção da hegemonia doutrinária Socialista e salvo conduto para as ditaduras socialistas mundo a fora.

Enquanto isso a esquerdalha continua defendendo o socialismo com peito estufado e nariz empinado.

Bastiat

Anônimo disse...

Acho que é hora de darmos o troco. Vamos nos organizar, tipo umas quinhentas pessoas, e começar a visitar os eventos petralhas, pagos com nosso dinheiro. Seria divertido.

Anônimo disse...

Nossa preguiça tem nome: carnaval e cerveja. Já repararam que no Brasiu é carnaval o ano inteiro????