Privatização de água e esgoto no RS: Prefeito de Uruguaiana ataca vanguarda do atraso

Irritado com a fala mansa do quinteto petista liderado pelo deputado Jefferson Fernandes, que buscam o MPE e o MPC para ameaçar com raios e trovões os prefeitos que se atrevem a quebrar o monopólio cruel, ineficaz e reacionário que a Corsan exerce nos serviços de água e esgoto do RS, o prefeito de Uruguaiana, Sanchotene Felice, PSDB,  avisou o seguinte através do editor:
- Privatizamos, sim, porque a Corsan não fazia nada. Vamos universalizar os serviços, sim. E podem vir porque aqui a licitação foi límpida, clara e transparente como um filme de cinema.

. E sobre o apoio do Sindiáguas ao quinteto do atraso, já apoiado pelo procurador Geraldo Da Camino?
- Ao Sindiáguas interessa a existência da Corsan. Só em reclamatórias trabalhistas, a Corsan gastou 17% do seu orçamento. Foram R$ 200 milhões.

. São números eloquentes. O que diz disto o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas?
Nada. 

. Como é possível que o TCE não investigue que tipo de gestor possui a Corsan que permite tamanha desordem na sua área de recursos humanos?
Isto é mais dinheiro do que o total investido pela Corsan em água e saneamento em 2011.

. O caso de Uruguaiana, o primeiro município que privatizou água e esgoto no Estado, é exemplar e parecido com o que ocorre em todo o RS e em todo o Brasil:
- O município registrava mortalidade infantil de 32 por mil, número igual ao de Biafra. Em menos de três anos, o município alcançará índices de mortalidade infantil igual a dos Países desenvolvidos.

. As ameaças desencadeadas a partir dos eventos de São Luiz Gonzaga, buscam justificar nova investida contra os adminsitradores municipais modernos do RS, que querem se livrar da camisa de força dos serviços estatais estaduais de água e esgoto.

- Depois de 250 anos, o governo gaúcho conseguiu coletar apenas 42% dos esgotos e tratar somente 12% dos dejetos. Para universalizar o sistema, são necessários investimentos de R$ 20 bilhões,valor que a Corsan não terá nem em 50 anos de acumulação de dinheiro.  


CLIQUE na foto para ver melhor. Trata-se do prefeito de Uruguaiana, Sanchotene Felice.

5 comentários:

Anônimo disse...

Em Bagé a estatal municipal DAEB consegue achacar mais que a CORSAN: a população só recebe água 12 horas por dia, e a água é cobrada por área construída do imóvel, uma roubalheira legalizada. O município não tem estação de tratamento de esgotos.
E a esquerdalha tem o cinismo de dizer que isso é bom para os contribuintes. O pior é que ainda existe muito idiota politizado que acredita!

Anônimo disse...

É necessário que se deixe claro que nessa licitação límpida, clara e transparente, empresas como a Gerdau não poderiam participar por causa dos índices de ativos e realizados colocados no certame. nem mesmo a Sabesp, que a maior empresa de saneamento do mundo, não poderia.

Anônimo disse...

Este tem "bagos"!

Anônimo disse...

Quervdizer que antes de privatizar a água Uruguaiana era uma Africa a agora em três e torngora conta uma do papagaio...

Anônimo disse...

Esse Prefeito tem que viver mais uns anos para poder ser responsabilizado pela enroscada que botou toda a população de Urugaiana.

Acha que é o dono da "cocada", um baita dum "ditador".

A taxa em poucos meses já vai ser sentida no bolso de quem paga.

Vai ser igual aos pedágios, cobram o "olho da cara" e não fizeram nada. Felismente ano que vem termina a concessão.