Governo gaúcho propõe pagar o piso regional para os servidores que recebem menos do que isto

O governo gaúcho propôs neste fim de semana um reajuste emergencial - pagamento de parcela autônoma - para os funcionários do quadro gerasl, visando que ninguém receba menos do que o piso mínimo regional que a Assembleia ainda não votou: R$ 761,28.

. Para enormes franjas do funcionalismo estadual,  governo não paga sequer o piso regional que propôs como valor mínimo a ser pago pelas empresas gaúchas.

- O governo prometeu reestruturar a carreira desses servidores. 

5 comentários:

Anônimo disse...

E o Tarso de novo enrolado com pagamentos mínimos de funcionários. Virou chefe de pessoal de vez !

Anônimo disse...

Nada é mais falso que a palavra do Tarso!

Luiz Vargas disse...

Estela Farias, a secretária do governo tabajara, é que está negociando, então convém aos servidores estaduais ficarem com as antenas alertas. A distância entre aquilo que os PeTralha$ prometeram e prometem e aquilo que realmente se dispõem a cumprir é uma distância estelar.
Nada como um dia depois do outro. Quem via esta PeTralha vomitando ódio e discórdia durante o GOVERNO de Yeda Crusius e a vê agora acuada e com o rabo entre as pernas se comprometendo a dar esmolas aos servidores públicos estaduais acha que não deve se tratar da mesma criatura. E os botocudos, que tomam na cabeça e não aprendem, continuam teimando em votar nesta laia.

Anônimo disse...

É a mesma criatura que exigia redução de 30% da CNH no governo anterior, e agora responsável pelo DETRAN nada reduziu. Sua palavra vale igual a uma nota de RS 3,00.

Anônimo disse...

Por que não pagar o salário mínimo nacional, afinal servidor público trabalha menos horas, corre menos riscos físicos e de mercado e não tem nada de nobre se comparado com os trabalhadores do setor privado e aposentados. Alguém pode dizer qual o motivo dessa frescura?