Palocci admite dinheiro sujo do PT para João Santana na Suíça, mas diz que provedor foi Guido Mantega

Os pagamentos de propina em contas suíças pertencentes ao casal de marqueteiros João Santana e Monica Moura seriam responsabilidade de Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda no governo Dilma. O dinheiro foi usado para pagar contas da campanha de Dilma.

Foi essa relação que tentou traçar a defesa do também ex-ministro petista Antônio Palocci, preso em Curitiba por ordem do juiz Sergio Moro, ao destacar datas de pagamentos e afirmações da delação de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira que leva seu nome e condenado pela Lava-Jato.

As informações são da Folha de hoje, conforme ampla reportagem que você pode ler a seguir:

A tese faz parte das alegações finais de Palocci no processo em que é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de cometer os crimes de corrupção passiva (uma vez) e lavagem de ativos (19 vezes). O documento, protocolada pelos advogados Alessandro Silverio, Bruno Vianna e Sylvio Silveira Filho, é a última manifestação da defesa antes da sentença de Moro.

CLIQUE AQUI para saber mais detalhes.