Joesley Batista flagrou Dilma Roussef pedindo R$ 30 milhões de dinheiro sujo para campanha de Pimentel

Até as 15h, Dilma nada falou.

O dono do grupo JBS, Joesley Batista, afirmou que a ex-presidente Dilma Rousseff pediu que ele doasse R$ 30 milhões para a campanha do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. O encontro teria ocorrido no Palácio do Planalto no fim de 2014 e a doação teria sido feita via caixa 2.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a informação está em um dos anexos da delação premiada de Joesley e Wesley Batista.


Na prestação de contas de Pimentel à Justiça Eleitoral, constam várias doações da JBS, mas em valores mais baixos.