Gabrielli: ‘Dilma não pode fugir à responsabilidade’

Ex-comandante da Petrobrás disse ao site Congresso em Foco  ser ‘responsável’ pela compra de Pasadena, mas divide ônus com a presidente.


Presidente da Petrobrás quando foi efetivada a compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, José Sérgio Gabrielli atribuiu à presidente Dilma Rousseff, à época à frente do Conselho de Administração da estatal, parte da responsabilidade pelo polêmico negócio. Em entrevista ao Estado , ele disse ser “o responsável”, já que era o presidente da empresa, mas dividiu o ônus com Dilma que, para ele, por presidir o conselho, “não pode fugir à responsabilidade dela”. Gabrielli diz que o resumo executivo em que o conselho baseou sua decisão sobre a compra foi “omisso”, mas que isso não foi relevante para a decisão. Para ele, a queda do preço das ações da Petrobrás se deve à conjuntura externa e “à manutenção artificial dos preços da gasolina no Brasil, abaixo do mercado internacional”.

6 comentários:

Anônimo disse...

Para Gabrielli Dilma tem que assumir sua parte da responsabilidade sobre a compra da refinaria, mas nenhum petista é responsável!

Anônimo disse...

Só faltou publicar o que ele disse sobre a oposição.

Anônimo disse...

Sr Polibio Braga

Nunca vi tenebrosas transações como essas da PETROBRAS.
EM TERRA DE POVO MINIMAMENTE SÉRIO,ESSA GENTE JÁ ESTARIA NA CADEIA.
Saudações

Anônimo disse...

A polícia federal deve, urgentemente, ouvir e apertar o Gabriell, para que ele abra o bico e conte detalhes, de como a gerentona guerrilheira e a petralhada fizeram essa maracutaia, e dê pistas de onde está o dinheiro roubado, com o conluio dos Belgas!

Cap Caverna disse...

A Dilma Dentussa, está aprendendo com o Barba a dizer que a culpa é dos outros. Ela tem tanta responsabilidade sobre esta falcatrua que lesou o Brasil, como o Lula Safado, tem nas roubalheiras do mensalão, porque aquilo foi arquitetado pelo Zé Dirceu, com a complacência e concordância dele! Falar em PT é falar em ladrão!

Anônimo disse...

Começou a guerra dos bugios !
Que maravilha !