quarta-feira, 8 de março de 2017

Brasil envelhece e é preciso se preparar cada vez mais cedo

A maior parte dos brasileiros já está na idade adulta,  conta o Jornal Nacional na reportagem especial que veiculou no âmbito de uma nova série sobre a população mais velha.

Leia mais:

É que, a cada geração, nos tornamos um país mais velho por dois motivos: temos menos crianças em casa, então a base da pirâmide demográfica fica mais estreita. E, à medida que vivemos mais, essa ponta vai ficando mais larga. Essa figura já está se transformando no que os estudiosos chamam de “bala de canhão”.

Em 1960, o Brasil tinha pouco mais de 3 milhões de idosos. Em 2010, já eram quase 20 milhões. Nesses 50 anos, ao mesmo tempo em que a população se urbanizou, a taxa de fecundidade caiu. De mais de seis filhos, em média, por mulher, pra menos de dois.

“O envelhecimento populacional já ocorre no Brasil em um ritmo acelerado. Essa é a nossa grande característica própria dessa dinâmica demográfica no século 21”, explica Jorge Félix, professor de Economia da Longevidade na USP.


A França levou 145 anos para dobrar a população de idosos. No Brasil, isso vai acontecer em apenas 25 anos, segundo as estimativas da Organização Mundial da Saúde.

CLIQUE AQUI para ler tudo.


5 comentários:

Anônimo disse...

É a Globo fazendo sua parte para aprovação da reforma da previdencia

Anônimo disse...

Na Italia á a idade mínima para se aposentar é de 65 anos para as mulheres e 66 para os homens. Na Inglaterra 65 anos (homens) e, as mulheres, aos 61.

Anônimo disse...

Essas análises sempre são publicadas pela mídia , quando o Governo intenta uma Reforma na Previdência. Em 1998 , data da última Reforma , não foi diferente. Naquele ano proliferaram estudos analíticos do caos na Previdência , com cenários alarmantes da quebra do sistema. E a DÍVIDA, das empresas públicas e privadas , com a Previdência era menor que a atual, de R$426 BILHÕES .!!!

Anônimo disse...

A base da pirâmide que deveria ser de jovens, estes estão indo embora do Brasil em busca de emprego e oportunidades. À Previdência é a herança de governos incapazes de gerir a coisa pública e sem compromisso com o povo. Essa é a verdade.

Anônimo disse...

Só muito mal informados ou burros para não verem o óbvio. As famílias diminuem: antigamente era comum ter 4 ou 5 filhos, hoje são 1 ou 2. É real, não é invenção do Temer. Olhem pro lado, vejam seus amigos, comparem suas famílias com a de seus avós. É lógico que a Previdência não para em pé mais, por que no nosso sistema são os do ativa que pagam os inativos. Como tem menos jovens, tem menos ativos. E os inativos, pelo crescimento da idade média das pessoas, só aumentam.