Ano terminou com déficit de R$ 571 milhões no RS, mas podia ter sido pior

O editor chegou a pensar que o cenário das finanças públicas estaduais seria bem mais desastroso do que acabou surgindo nas telas dos computadores desta página.

. O Secretário da Fazenda, Odir Tonollier, que desde quarta-feira a noite vem sendo criticado por seu colega da Casa Civil por ousar dizer a verdade sobre a inviabilidade de pagar o novo piso salarial nacional do magistério (no fim da noite de quarta, o Secretário mandou nota dizendo-que-não-disse-o-que-disse- mas-disse), veio finalmente a público para confirmar a projeção feita aqui de que o ano fecharia com portentoso déficit.

. O governo anunciou déficit de R$ 490 milhões.

. Não é verdade.

. O déficit passou da casa do meio bilhão.

. É o fim do décifit zero conquistado pelo governo Yeda Crusius.

. O governo ingressou de novo no quadrante da desordem das suas finanças públicas, início de outra fase de dor e ranger de dentes.

. O editor tentou fechar o número com o economista Darcy Francisco Carvalho de Souza, que tinha acabado de fechar as contas no seu Excel:
- Foram R$ 571 milhões.

. Pelo jeito que anda a carreta, este ano o governo estadual dobrará o tamanho do déficit.

. 2011 foi ano de muito empreguismo, reajustes salariais erráticos e volumosos, garrote nos investimentos e saques a descoberto no caixa único.

. O ano foi de R$ 695 milhões pagos dentro do ítem “investimentos”.

. A receita do ICMS, segundo Odir Tonollier, foi de R$ 19,5 bilhões, como já tinha adiantado o editor. Foi um valor considerável. Considerando-se a inflação do período, o avanço real chegou a 2,60% (9,50% nominais).

- O governo continuou aplicando menos do que o mínimo constitucional em saúde e educação. 

7 comentários:

Anônimo disse...

O PT sempre alegou que o governo anterior fez "deficit zero" porque não aplicou os percentuais constitucionais em educação e saúde. Aguardo a manifestação do PT para que seja explicado se o déficit de 2011 foi motivado pelas aplicações em Saúde e Educação ou se além de não ter cumpido esses indices ainda gastou mais do que devia. O Sr. Pont tem a palavra. Aliás esse sujeitinho sem graça e mal educado está muito calado, o que será? Terá vergonha das palhaçadas que fez no governo anterior?

Anônimo disse...

Assim, continuaremos :

1. transitando por estradas assassinas e esburacadas ;
2. mandando nossos filhos para escolhas deterioradas e sem manutenção ;
3. submetendo-os a professores sem cultura, destreinados e desmotivados, para quem a educação de qualidade para os alunos é irrelevante ;
4. perdendo parentes e amigos em um sistema público de saúde que é uma calamidade ; e
5. sofrendo com a falta se segurança e limpeza pública.

Esse é o caminho escolhido pela gauchada esquerdista e metida a besta com política. Estão contentes com o fato de termos sido comparados recentemente ao Gabão, pela revista britânica The Economist.

Por isso, repito : BEM FEITO, GAÚCHOS. E parabéns por terem renunciado às suas parcas capacidades mentais de escolher seus governantes, deixando que a RBS conduzisse o rebanho !

O Gabão é aqui, sem querer ofender os africanos ...

Anônimo disse...

O RS perderá mais uma oportunidade de endireitar, já que, com a arrecadação crescendo, poderia pensar em investir. Porém, com a quantidade de aumentos, cc's, etc..., todo dinheiro novo é comprometido, ou seja, continuaremos paradinhos, com um estado pesado, caro e ineficiente.

Anônimo disse...

Mas quem elegeu este governo também vai pagar a conta, ou acham que só os outros é que vão pagar? Ledo engano. Todos pagam.

Anônimo disse...

A gentalha do PT tem muita sorte. Tarso assumiu com os cofres cheios. Yeda deixou mais de um bilhão de reais de sobra de caixa. Olívio assumiu com o Banrisul saneado. Antônio Britto investiu um bilhão de reais, no final do governo. Claro, todos sabemos que ele tinha intenção de vender o Banrisul. Já tinha privatizado a CRT. Não que seja condenável. Os petistas já se apropriaram de tantas empresas públicas.

Anônimo disse...

Políbio,

é melhor não nos desesperar, afinal teremos o fórum boçal mundial que resolverá todos os problemas do estado kkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Editor... o Sr. não está enganado... os valores são muito maiores, mas o tal ODIR deu ordem (mandou, exigiu, forçou) para os TODOS os órgãos públicos anularem empenhos de 2011 para parecer que o valor é mais baixo. Pode conferir!!!