Lista de presos no Turismo inclui indicados por Marta e líder do PMDB

Frederico Silva da Costa e Mário Moyses são dois dos presos hoje da "Operação Voucher" da Policia Federal que executa 38 mandados de prisão sobre irregularidades no Ministério do Turismo, em São Paulo, Brasília e no Amapá. O secretário-executivo Frederico chegou à pasta por indicação do ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, que é um dos réus do processo do “mensalão”. Ele tornou-se o número 2 do Turismo com o apoio do líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN).

. Também preso, o ex-presidente da Embratur Moyses foi chefe de gabinete da senadora Marta Suplicy. Senadora pelo PT de São Paulo e pré-candidata à prefeitura paulistana, Marta foi ministra do Turismo entre março de 2006 e junho de 2007. Ele conseguiu indicar o sucessor, Luiz Barreto Filho, que ficou no cargo até dezembro passado. Nos últimos meses de administração de Barreto, Moysés acumulou as funções de presidente da Embratur e secretário-executivo do Turismo.

. Segundo informações do portal iG, Frederico ascendeu na pasta por intermédio de Walfrido dos Mares Guia. Ele foi o primeiro ministro do Turismo, em 2003, no começo do primeiro mandato do então presidente Lula. Apesar do vínculo com Walfrido que era do PTB, ele ganhou apoio peemedebista para chegar ao posto de número 2 da pasta este ano.

3 comentários:

Anônimo disse...

Se o ministro da Justiça, escolhido pela Presidenta (que sonhava com esse cargo deste que era estudanta, ainda adolescenta), fosse o Tarso Genro, essa turma ia continuar se esbaldando, visto que a PF estaria concentrada nos adversários políticos do PT.

Paulo Rocha

Anônimo disse...

Dilma, inteligentemente, está fazendo uma faxina em seu Ministério sem precisar sujar as mãos...

Anônimo disse...

é tudo teatro é bandido indicando bandido prá cargo, na hora de prender tem que levar quem indicou prá operação ter exito. edus