quinta-feira, 20 de abril de 2017

Estudantes gaúchos querem ajuda para viabilizar participação em torneio internacional de robótica

Essa é a única equipe gaúcha classificada para o torneio internacional de robótica, mas eles precisam de ajuda para a viagem. Eles precisam de R$ 53 mil. Neste momento, 14h25min, só tinham, conseguido R$ 250,00. O editor acaba de colaborar com R$ 50,00.

Depois de passar por uma seletiva, pelo torneio regional e, por último, pela etapa nacional do campeonato FIRST LEGO League em Brasília, no último mês de março, a equipe de robótica do Colégio Santa Inês, denominada Galilegos, vai encarar o último grande desafio do programa que busca inspirar e celebrar a ciência e a tecnologia entre os jovens: a etapa internacional, que ocorre entre os dias 24 e 26 de maio, na Dinamarca. É a única equipe gaúcha que irá competir no torneio.
     
"Estamos competindo há oito meses, classificando-nos em todas as fases. Agora é a coroação com o último torneio desse programa. É gratificante. Será uma oportunidade para buscar ainda mais aprendizado com as práticas e tecnologias desenvolvidas em outros países", diz entusiasmado o professor Filipe Ghesla, responsável pela orientação do grupo. Para ajudar a viabilizar a viagem e participação dos 12 estudantes, que estão entre o 7º ano do Ensino Fundamental e o 1º ano do Ensino Médio, a equipe tem buscado patrocínios e criado ações para arrecadar verbas. Entre elas, uma campanha virtual de arrecadação de fundos através do link a seguir:

CLIQUE AQUI para ,entrar no site e determinar algum algum valor.

9 comentários:

Cap Caverna disse...

Isso é um escarnio contra a sociedade! Roubam bilhões de dólares, e os estudantes precisam mendigar uns trocados para participarem de concursos, fato, que ainda colocaria o Brasil em destaque! Chegamos ao fundo do poço moralmente, isto para quem tem moral!

Unknown disse...

Se fosse para petralhas vadiarem traindo o Brasil, teriam verbas generosas da Assembleia Legislativa, né presidente Edegar Pretto!!!

Anônimo disse...

Só em banânia mesmo... Os alunos mendigando para mostrar para o mundo que o Brasil domina essa área e os políticos discutindo se uns milhõezinhos podem ser caixa 2... Esse NUNCA vai ser um país sério...

Anônimo disse...

Calma la amigos, milhoes de reais foram gastos mandando estudantes brasileiros no ciencia sem fronteiras. Os mesmos agora podem se orgulhar de ter feito turismo na Europa e Estados Unidos, frequentaram boates, pontos turisticos, voltaram com uma baita bagagem cultural. Ate filhos de empregadas domesticas imaginem so, que orgulho pra uma mae dizer que o filho (embora agora desempregado) esteve na Franca!! Gracas ao Lulla Paizim dos Pobres e Dilmae.

Isso a direita burra nao enxerga.

PS. tom sarcastico usado.

Anônimo disse...

Se for uma competição de robôs LGBT , pode ser que consigam a grana.

Anônimo disse...

Vergonha ao governo gaúcho que não patrocina estes jovens.

Anônimo disse...

Não patrocinar este guris demonstra cabalmente que políticos tem raiva de quem estuda, pois povo sem estudo é mais fácil de manipular.

Anônimo disse...

GRÊMIO E INTERNACIONAL PODERIAM COMPARTILHAR ESTA AJUDA.

SERIA UMA ÓTIMA PROPAGANDA PARA OS DOIS CLUBES NA DINAMARCA.

Anônimo disse...

Mas tem um grande lider, que diz: tenho preguiça de ler.
Mas continua recebendo benesses de institutos de pesquisa para promover sua eleição

país de b0st@. Justiça, e que seja mais rápida!