quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Saiba como organizar suas finanças em caso de atrasos sistemáticos dos seus salários

Servidores públicos e funcionários de empresas privadas sofrem com o atraso do pagamento de salários. Reflexo da crise econômica, a situação gera dor de cabeça aos trabalhadores, portanto é preciso tomar algumas ações para evitar entrar e/ou minimizar os efeitos de uma bola de neve financeira

Veja 11 passos para organizar as finanças, segundo mandou dizer Reinaldo Domingos, doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira:

1.    Faça uma faxina financeira – Esse é o momento para refletir sobre as prioridades em seu cotidiano, visando garantir o que é realmente fundamental. Sabia que, em média, 25% dos nossos gastos são com supérfluos? As pessoas sempre dizem que não têm mais cpmo reduzir as despesas, mas, depois, quando fazem uma análise, observam que é possível. É preciso realizar um diagnóstico de sua vida financeira por 30 dias, anotando tudo o que gasta por tipo de despesa, até mesmo cafezinhos e gorjetas. Assim, verá uma realidade muito diferente do que imagina. Mas ressalto que não se deve virar escravo dessa anotação, pois, quando vira rotina, perde a eficácia.

2.    Reduza despesas.

CLIQUE AQUI para ler os outros pontos.

3 comentários:

Anônimo disse...

NO CASO DA MAQUINA PUBLICA:
-COBREM DOS DEPUTEDOS...QUE AUTORIZARAM O PICARETA TARSO A DAR REAJUSTES ATÉ 2018 TOTALMENTE FORA DA REALIDADE DO CAIXA DO ESTADO FALIDO...
-O GRINGO, O MALUCO QUE ASSUMIU ESSA MERCADORIA...ESTA PAGANDO O SALARIO PARCELADO, MAS TODO DENTRO DO MÊS...PQP, E TEM A CORAGEM DE RECLAMAR....
-COM A ESTABILIDADE, TODAS AS MORDOMIAS INERENTES A MAQUINA PUBLIA (PRIMEIRA CLASSE)...

OS DA INICIATIVA PRIVADA:
-FERRADOS COMO SEMPRE, PAGANDO CADA VEZ MAIS IMPOSTOS(que vai se transformar em salários para maquina publica), RECEBENDO CADA VEZ MENOS, DEMISSÕES A MILHÕES, PARA SE APOSENTAR CADA VEZ PIOR, RECEBE MAL E PARCAMENTE UNS 2MIL NA SORTE...



Anônimo disse...

Eu só levo à sério alguém que se diz EDUCADOR FINANCEIRO, quando ele me responder as seguintes questões:
1. Quando, senhor EDUCADOR, conseguiste tua INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA?
2. Quanto - em anos - possuis, caro EDUCADOR, de SOBREVIDA FINANCEIRA?
3. Quanto, senhor EDUCADOR, pagas para ti próprio?
4. Quanto é - em moeda forte - teu PATRIMÔNIO LÍQUIDO?
5. Possuis planilhas eficientes de GASTOS e APLICAÇÕES?

Depois de respostas honestas, levarei em consideração suas opiniões. Ah, e eu lhes afirmou que EU, consegui minha INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA aos 40 anos. Conheço mais de 80 países e possuo uma SOBREVIDA FINANCEIRA que já foi além da minha futura morte e já se observa que manterá toda a vida de meu filho. Então, atrasos de salários? Fico dando risadas...

Recomendo um bom livro: "O MILIONÁRIO MORA AO LADO" dos professores norte-americanos Stanley e Danko. Eles mesmos, confessam que não ficaram milionários, porque se dedicaram apenas ao ensino e à pesquisa, esquecendo de CRIAR RIQUEZA. APROVEITE QUE QUISER.

Anônimo disse...



Baita trouxice, rico é quem bem vive, seja ele assalariado ou milionário.

De nada adianta receber 30 mil por mês e gastar 35, vai estar sempre no negativo e devendo. Ao passo que se ganhar 5 pila e gastar 4, vai viver muito bem dentro deste padrão.
De que adianta ter carrão do ano, alienado e ter que deixar na garagem porque não tem como bancar as despesas do potente.