Tarso já decidiu dar uma paulada nos pagamentos de precatórios, com ênfase para as RPVs.

O governo gaúcho já tomou a decisão de limitar em 1,5% da receita corrente líquida os seus pagamentos de precatórios - sobretudo as chamadas RPVs ou Requisições de Pequeno Valor. A decisão será anunciada por Tarso no mês que vem, dentro de um pacote de aperto fiscal que espera desenhar de imedito.

- Até recentemente o governo do sr. Tarso Genro não demonstrava preocupação com os precatórios do tipo RPV (dívidas de até R$ 40 mil, cujos pagamentos são exigidos de imediato pelo juiz, sob pena de meter na prisão o administrador). Ele está alarmado com a possibilidade de pagar R$ 800 milhões desse tipo de conta, este ano e quer cortar radicalmente o valor para sobrar dinheiro para as farras das contratações de pessoal e aumentos salariais impossíveis. Acontece que os governos anteriores já vinham pagando algo semelhante. Foi o caso de Yeda. Na tabela a seguir, conforme dados que o editor pediu ao economista Darcy Carvalho dos Santos, os valores estão em milhões (na segunda linha, sempre, a média do período).

Sentenças+ Média


Britto
376.355 /186.627/ 250.445
271.141 3 anos

Olívio
204.998/ 500.765/ 654.990 / 1.009.091
592.461

Rigotto
739.157/ 530.316/ 540.844/ 709.537
629.964

Yeda Crusius
602.174/891.320/ 738.577 /892.694
781.191


BIER MARKT
52 marcas de chopes e cervejas artesanais de várias partes do globo, harmonizados com petiscos inspirados na gastronomia alemã (experimente salsicha bock com chucrute ao bacon). Peça apfelstrudel de sobremesa, com sorvete de creme. Rua Castro Alves 442, fone 3013.2300. Site: http://www.biermarkt.com.br/
- Agora com mais lugares.