quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Você não vê mais a FNS em Porto Alegre porque ela saiu de fininho

No começo, a FNS encheu os olhos da população da Capital. Era tudo factoide para engabelar os contribuintes.

Dos 120 integrantes da Força Nacional de Segurança enviados pelo governo federal a Porto Alegre em agosto, restam menos de 70.

A redução se deu devido a pedidos de desligamento e solicitações de retorno por parte dos agentes aos estados de origem.

A situação é visível nas ruas da Capital, onde avistar-se alguma das caminhonetes da FNS se tornou algo raro.

13 comentários:

Anônimo disse...

claro que e' , qquer um, nem se vc trazer o papa, o superman, o spectroman, nada, ninguem atura muito tempo no rio grande (nova cuba)

Anônimo disse...

Essa FNS ganha muito mais que os Policiais Civis e Militares e só fazem atividades menos complexas.Agora falam em colocar o exército para revistar presidios, por que não essa FNS? Os meninos do Exército ganham menos que um salario minimo e ficam fazendo atividades de que ganham muito mais, isso é justo?Duplicação de rodovias exercito, Transposição exercito outras obras de infraestrutura, exercito, levar água para sertanejos exército, acho que está na hora do governo remunerar os jovens do exército de acordo com que ganha um trabalhador que faz a mesma atividade serviço.

Unknown disse...

Matando mosquitos por aí... "dexa us omi trabaiá"!!!

Anônimo disse...

Polibio corrige ai na foto são policiais militares da nossa gloriosa brigada Militar.

Anônimo disse...


Só mesmo inocentes úteis ou idiotas para acreditar que a FNS fôsse fazer alguma coisa além de turismo.

No Plano nacional de Segurança nem os políticos do PMDB acreditam.

A insegurança é total.

Agora é cada um por si. Defendendo-se como pode.

Unknown disse...

Marcola mandou???

Anônimo disse...

JÁ VÃO TARDE COMUNISTAS BOLIVARIANOS MILICIANOS DE UMA FIGA.

Alberto disse...

NH e SL = 20 assassinatos em 2017!

Anônimo disse...

A FNS , criada pelo governo LULA, não é novidade na América latina bolivariana.Os ditadores latinos adoram a idéia de ter uma tropa , sob seu comando direto. O seu poder de fogo efetivo é pequeno, bem menor que o marqueteiro. Nem precisaria ter sido criada, pois as FFAA têm unidades operacionais de resposta rápida. A FNS é como um "amor de carnaval , que desaparece na fumaça " ... e deixa a conta para pagarmos... !!!

Unknown disse...

Políbio: atualize os comentários com mais frequência... não dá para saber a repercussão das postagens... tá muito devagar!!!

AHT disse...

A TERRA DO FAZ-DE-CONTA
(Na Crise, rir é o melhor remédio!)


A Fada Russelfa era pra lá de esquisita.

Teimava que era uma fada, mas
Enlouquecia quando alguém cochichava "A fada-bruxa
Russelfa ainda irá para a fogueira..."
Renão-sim, o Calheiro dos Três Castelos,
A livrou do fogo, conforme quis o árbitro de preto, e saisse

Do Castelo Executivo, onde ela, com uma varinha mágica
Orientava pensando que tudo fazia para o povo e empreiteiras.

Faceira, ela saiu livre do fogo que a tornaria inelegível.
A vez agora era do seu temeroso vice, o
Zeloso Mordomo sempre de terno, camisa e gravata, além

De pacificador de egos inflados e ávidos por saco puxar.
E como ela não tinha saco... o Mordocificador tiraria de letra!

Contas vencidas, cofres públicos vazios,
O Mordomo só enfrentando pepinos, acertou e errou ao
Nomear novos ministros, assessores e aspones.
Temeroso Mordomo caiu em si e pensa em
Abandonar a mania de pacificar e compor com egos inflados.

Anônimo disse...

É fácil encontrar a FNS. É só passar pelas inúmeras churrascarias de bairro de Porto Alegre no horário de almoço que verás alguma(s) caminhonete estacionada por lá. Depois disso parece que vão para Nárnia, até o almoço seguinte.

Anônimo disse...


Antes de chegarem no RS já era dito;

É só para inglês ver!

Obra do Polenta e seus asseclas, para justificarem que estavam fazendo alguma coisa, na área da segurança pública.

A rapaziada não aguentou o repuxo e se mandou.
O motivo? O alto custo da comida.
Este pessoal vai para a FNSP para conseguir algum dinheiro, economizando na diárias, com o alto preço dispendido em alimentação -o alojamento é dado pelas forças do estado solicitante- viram que estavam fazendo graça para o diabo rir, trabalhando para o Polenta e se mandaram, os próximos que vierem também não vão durar muito.