domingo, 25 de dezembro de 2016

Artigo, Mary Zaidan - Roubaram até o Natal

É Natal. Hoje definitivamente não é dia de falar de corrupção, propina, ladroeira. Tampouco de caixa dois, de privilégios, de gente que faz o diabo para ter poder ou, simplesmente, encher os bolsos. Mas, com tamanho surrupio ao país, nem mesmo Papai Noel pode se dar ao luxo de deixar as barbas de molho.

Quarta nação mais corrupta entre 141 analisadas pelo Fórum Econômico Mundial, o Brasil não se dá por satisfeito nesse perverso ranking. Está sempre disposto a superar seus recordes. Desta vez, criando condições propícias, facilitando e financiando negócios da empreiteira mais corrupta do planeta, a Odebrecht.

Uma campeã que, segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, confessou ter pagado US$ 778 milhões de propinas a autoridades de 11 países, quase a metade - US$ 349 milhões - a políticos brasileiros. Uma conta que chega perto de R$ 3 bilhões.

Por mais engenhosa que tenha se tornado a bandidagem, com esquemas de lavagem de dinheiro que saltitava entre contas em diversos países, crédito oficial para superfaturar e outras tantas ilicitudes, corruptos e corruptores se surpreenderam com a sofisticação das apurações cooperadas do Ministério Público Federal do Brasil, dos EUA e da Suíça. O acordo da Odebrecht demonstra isso: ou se rendia ou seria rendida.

A confissão pode ser tão danosa para os políticos citados quanto a delação que os executivos da empreiteira fizeram no Brasil.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

8 comentários:

sempre mais disse...

E o meliante quer repetir a dose cavalar que aplicou no contribuinte. Diz que vai ser presidente para roubar(digo sanear)o país mais um vez,

Mr. Lincoln disse...

São negócios vitoriosos, ou pensam os caros babacas que existe capitalismo franciscano!?

Anônimo disse...

o molusco bateu todos records de ladroagem , ladroagem mundial jamais vista ele e seu amigao odebrecht o mais poderoso dos empreiteiros, anos e anos de amizade e luxo as custas do povo

Anônimo disse...

Não roubaram. Simplesmente jogaram na latrina pelos próximos dez ou quinze anos os NATAIS de toda uma GERAÇÃO que acreditou nas promessas populistas e demagógicas de um Salvador da Pátria que não podia nem salvar se a si próprio. Mas que, posteriormente, após convencer o Sistema Bancário de que não iria interferir foi por este apadrinhado e garantido em suas aventuras consumistas que ajudaram a enterrar os sonhos de progresso e independência econômica desta NaçãO.


























lá fora







Anônimo disse...

vão ter que engolir coxinhas fdps

Anônimo disse...

Eu teria preferido assistir ao pronunciamento do Papai Noel na noite de Natal...
Falta fragrômetro a esta turma !!!

Anônimo disse...

Lula levou o Natal, o trenó, as renas, todos os presentes dos brasileiros decentes e ainda tem antas ou melhor, cúmplices que o apoiam!

Anônimo disse...

É ... votar no PT da nisso !