terça-feira, 24 de maio de 2011

Fracassa acordo Brasil-Agentina para acabar com barreiras

Fracassou a tentativa dos governos do Brasil e da Argentina de fechar um acordo para encerrar o conflito entre os países por causa da adoção de barreiras comerciais. Após dois dias de reunião bilateral em Buenos Aires, a liberação de produtos "travados" em ambos os países continuará dependendo de "gestos" de boa vontade.

. Afetado pelo decisão do governo Dilma de dificultar a importação de carros, a Argentina pediu o fim da medida (negada pelo Brasil) ou que pelo menos o prazo de liberação dos veículos argentinos seja inferior aos 60 dias previstos pela Organização Mundial do Comércio.

. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, os negociadores brasileiros, como condição, queriam a rápida liberação de produtos retidos na Argentina, como calçados, eletrodomésticos, pneus e até chocolates. Como as autoridades do país vizinho não se comprometeram com a liberação total dos produtos, não houve acordo. Nas palavras de um negociador, será necessário um "segundo round".

. O comércio entre os países continuará, pelo menos até a próxima reunião, regulado por práticas protecionistas.

4 comentários:

Anônimo disse...

se o Getulio e o Peron, só se acertavam por baixo do poncho, como que irão duas mulheres acertarem isto, é só coisa de babaca em acreditar, assim mesmo "getulio e peron "cortaram as relações clandestinas.

Anônimo disse...

Fracassou porque a Argentina não abre mão de preservar empregos por lá, de proteger o seu mercado.
O Governo Brasileiro que faça o mesmo até porque o nosso mercado interno é mais pujante, forte que o da Argentina.
E chega de Apanhar dos Argentinos,
OS POSTES NÃO MIJAM NOS CACHORROS.

Anônimo disse...

Socialistas se conhecem, sabem que não se faz acordos, apenas alaridos, conversa fiada, para os trouxas eleitores.

Anônimo disse...

gente boa .........nas administrações´públicas nas colônias é isto, o presidente do parlamento inglês falou e disse....hahhahahah