Análise - Haverá retração menos acentuada do PIB neste trimestre.

A análise é da equipe de economistas do Bradesco, esta manhã:

Os dados mais fortes do varejo em abril levaram a uma atualização de nossa projeção do PIB do segundo trimestre deste ano, passando de uma retração de 0,4% para outra de 0,3%. De fato, os ajustes ainda em curso do mercado de trabalho seguem como importante vetor limitador de uma retomada mais forte da demanda. De todo modo, reconhecemos também que há outros fatores  ‒ como a desinflação dos preços de alimentos levando a um ganho real de renda, a melhora da confiança, a queda da taxa de juros, os resgates das contas inativas do FGTS, dentre outros ‒ que deverão favorecer a melhora do consumo, especialmente no curto prazo. As vendas reais do comércio varejista restrito¹ avançaram 1,0% entre março e fevereiro, descontados os efeitos sazonais, de acordo com a PMC divulgada ontem pelo IBGE. O resultado superou as nossas expectativas e as do mercado, que apontavam para retração de 0,7%, segundo coleta realizada pela Bloomberg. Na comparação interanual, as vendas subiram 1,9%, acumulando queda de 4,6% nos últimos doze meses. 

CLIQUE AQUI para saber mais. 

4 comentários:

Anônimo disse...

"RETRAÇÃO MENOS ACENTUADA" kkkkkkkkkkkkkk!! Aiaia, tenho pena...

Anônimo disse...

Qualquer analista político com dois neurônios sabe que Lula será IMBATÍVEL em 2018, pois NUNCA FOI DELATADO COM PROVAS, enquanto seu ÚNICO rival, o PSDB, está totalmente DESTRUÍDO e deverá ser EXTINTO, tendo em vista as descobertas da Lava Jato!!! Os outros candidatos, tipo Marina (amiga pessoal de Lula) e Bolsonaro (em eterna briga com nossa Maria do Rosário), são também carta fora do baralho!!! Por isso, trouxinhas deste site, acostumem-se com a idéia do retorno de Lula, que dói menos!!!!

Unknown disse...

Estagflação!!!

Anônimo disse...

O Polibio é uma piada...primeiro foi aquela que a venda de papelão estava reativando a economia...agora é retração menos acentuada...o nome disso é RECESSÃO.