Greve do Cpers garante feriadão para os professores estaduais gaúchos

Os professores estaduais gaúchos estão em greve e somente voltarão ao trabaljho na segunda-feira. O Cpers protesta contra o 20o atraso salarial seguido.

20 comentários:

Anônimo disse...

É só sob a ótica de feriadão que o editor peemedebista consegue avaliar a paralisação dos professores. A tua partidarização chapa branca chega a dar asco.

Anônimo disse...

ALERTA AOS ORDENADORES DE DESPESAS DO ESTADO DO RGS:
Caso professores em greve venham a receber o salário relativo aos dias que entrarem em greve serão processados. Chega de gastar o dinheiro do contribuinte com vagabundos políticos que não trabalham. Professor que não trabalha e recebe pelos dias não trabalhados são desonestos, não servem para o cargo. É mau exemplo aos alunos. Também serão processados. Todos, a bem do serviço público. Estamos montando uma equipe vigilante para fazer este trabalho a favor do contribuinte. Este idiota que tudo paga. Chega!

Anônimo disse...

Vou te dar 650 reais para tu curtir o feriadão e o mês de agosto. detesto a ptzada..mas professor tem que ser valorizado.

Anônimo disse...

SÃO os responsáveis pela situação que se encontra o Estado do RGS!

OPTARAM em 1998 pelo OLIVIO DUTRA, agora se ferraram, não tem como tirar leite de pedra, SEUS IGNORANTES ou COMUNISTAS NOJENTOS!

Anônimo disse...

Se estão sem receber a tanto tempo, aprendam a escolher melhor seus representantes no CEPRS. Greve é só o que sabem fazer prejudicando milhares de crianças e adolescentes. Um Estado que não investe em Educação é um Estado fracassado em todos os sentidos.

Anônimo disse...

Anônimo das 19:07h! Mais asco me deu foi de ler o teu comentário. Primeiro porque Educação não tem partido, " tem aprendizado ". Segundo: porque quando o CPERS faz essas inúmeras greves, a criança não entende o porque da interrupção do aprendizado e com isso perde o interesse pelo ensino. Terceiro: a briga do CPERS é com o governo e as crianças não podem e não devem serem usadas como ponta de lança. E por último: educai as crianças e não precisarás punir o homem.

Anônimo disse...

O CPERS teria tido mais êxito nas suas greves com o governo anterior, pois esse quando Ministro da Educação, baixou um decreto obrigando todos os Estados a pagarem o piso para o professor. Não o fez, nem o CPERS o cobrou. As greves se justificam porque o CPERS tem partido? E os alunos como ficam? O RS é hoje o mais atrasado da Federação.

Anônimo disse...

Na verdade as greves tem apenas esses objetivo: Feriadão para a professorada e piorar ainda mais o pouco aprendizado dos alunos, porque o governo tá c...e andando para a greve...e eu também!

Anônimo disse...

Grande maioria dos professores estão sem dinheiro para se deslocarem para poderem dar aulas.

Os poucos que tem carros devem estar com ipva vencido.

Recebendo parceladamente não tem como se ajustar financeiramente.

Anônimo disse...

Já fizeram alguma pesquisa para saber se os filhos dos grevistas da CPERS estudam em escolas públicas? Os filhos dos lideres desses sindicatos estudam em Escolas Publicas?

Anônimo disse...

Fui professor durante 15 anos e peguei as greves do Cpers nos anos 80 e 90. Levei algum tempo para perceber que na base delas estava um interesse partidário, de hostilizar e enfraquecer o governo. Se dependesse de greve para melhorar a Educação o Rio Grande do Sul estaria em primeiro lugar no setor, no ranking nacional. Pelo contrário, estamos bem mal colocados. A conclusão é que o magistério gaúcho virou refém de um segmento partidário, assim como pais e alunos reféns de uma agenda político-partidária.

Anônimo disse...

Cambada de vagabundos, PT ladrão

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Nós o povo devemos apoiar os professores. A maior parte deles lutam pela Educação e pelos nossos filhos. Eles merecem sim o reconhecimento do povo, pois é através deles que se somam milhões de Juízes, Advogados, Médicos, Engenheiros, Enfermeiros etc. A cada semestre nossos heróis da Educação ( os professores ) lançam no Mercado de Trabalho os jovens bem treinados para enfrentarem a vida, cada qual com suas opções. Chega de nos iludirmos e ficarmos esperando pelo governo. Todos pela Educação, só assim seremos um Estado, uma Nação respeitada.

Anônimo disse...

pela qualidade de ensino, parece que estão sempre de feriadão