Até igreja é usada para abrigar presos em Não-Me-Toque, RS

Até um ginásio de uma igreja virou cela de xadrez e delegacia durante operação policial contra o tráfico de drogas na manhã desta quinta-feira em Não-Me-Toque, 15,9 mil habitantes, Rio Grande do Sul.

32 pessoas foram presas – 28 homens e quatro mulheres.

A delegacia local não tinha espaço suficiente para abrigar os presos e os mais de 300 policias que participaram da operação. No ginásio, que fica a uma quadra da delegacia, está sendo feito os registros das prisões e a triagem dos detentos antes de serem levados para a prisão.


A delegacia de Não-Me-Toque possui uma pequena cela que tem espaço para abrigar no máximo três presos. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Para uma cidade com 17 mil habitantes, 32 bandidos e 300 policiais é uma avalanche de gente. Só no salão paroquial ou num ginásio de esportes mesmo.
Pelo menos limparam a cidade (espero)!

Alberto disse...

Se não querem ser presos então não roubem...bando de marginais!

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Essa instituição, a POLÍCIA JUDICIÁRIA de nosso Estado sofre enormes carências materiais e principalmente humanas, mas não se dedica a apresentar desculpas para deixar de fazer a obrigação. Essa trabalha diuturnamente e apresenta resultados inquestionáveis, pois tem respeito pela cidadania. Infelizmente somente ela assim age. A outra cuida muito mais de interesses próprios do que dos interesses da cidadania. Penso que falta em nosso Estado um Governador que SAIBA MANDAR. Enquanto não nos livrarmos do filósofo e piadista de Caxias do Sul iremos padecer. Felizmente ano vindouro teremos mais uma eleição e se o eleitorado burro despertar teremos chance de ter um GOVERNO DE VERDADE.