segunda-feira, 27 de março de 2017

TSE vai julgar chapa Dilma-Temer na semana que vem

O ministro Herman Benjamin pediu nesta segunda-feira ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, que defina uma data para o julgamento da ação sobre a chapa Dilma-Temer na Corte. Gilmar Mendes pode pautar para a próxima semana o julgamento.

Benjamin concluiu nesta segunda o relatório final sobre a ação. O julgamento só pode ser marcado após o parecer do Ministério Público, que deve ocorrer até esta quarta-feira (29).

Com o pedido oficial, Mendes quer incluir o processo na pauta da próxima semana.

8 comentários:

Anônimo disse...

Vou fazer coro com aquele pastor do chapelão, é pra glorificar de pééééé´igreja.

Anônimo disse...

Vai? Pode? Quer? ... To bem informado.

Façanha, o advogado do povo disse...

POR ISSO O GOVERNO FEDERAL ESTÁ ENCHENDO O RÁDIO E A TELEVISÃO DE PROPAGANDA!!!

Anônimo disse...

Que seja feita Justiça. O povo não consegue viver essa angústia da impunidade no Brasil. Os culpados por essa derrota generalizada no país, sejam condenados por ela. Enquanto o povo honesto e trabalhador cumpria com suas obrigações, nossos políticos se locupletavam com a corrupção desmedida. Hoje sofremos as consequências de uma péssima gestão fraudulenta dos nossos governantes. Estamos desempregados e sem perspectivas de dias melhores, mas com os ombros sobrecarregamos de impostos. Não suportamos mais essa carga tributária, nem esse governo corrupto. Temos que mudar o país porque não é possível dar continuidade assim como está.

Anônimo disse...


A Reforma Eleitoral é que precisa ser feita, cortando pela metade o número de todas as vagas parlamentares, nos níveis municipal, estadual e nacional.

Se quase todos os políticos são ladrões do dinheiro público, então se diminuir pela metade o número de políticos, eles roubarão só a metade do erário público.

Por uma Previdência não obrigatória.

Pelo direito democrático do trabalhador planejar sua própria aposentadoria.

Pelo fim da aposentadoria para políticos, que não são trabalhadores.

Política não é profissão.

Política não exige concurso público, nem estudo, nem domínio de línguas estrangeiras, nem experiência.

Até semi-analfabeto, até vagabundo pode ser Presidente da República, ou qualquer coisa.

Pelo fim das eleições com urnas eletrônicas, que estão todas passíveis de manipulações por hackers, quer sejam russos, chineses, venezuelanos ou petralhas fedidos.

As urnas eletrônicas (SMARTMATIC) usadas no Brasil foram importadas da Venezuela!! Socorro! Isto é herança dos ladrões sebosos lulopetistas.FDP.

Por sistema de votação na Internet, através do CPF e no site da Receita Federal.

O que funciona para a Declaração do Imposto de Renda, individual e intransferível, através da Internet e sem interferência de hackers, deve servir também para a votação eleitoral e plebiscitos.

Anônimo disse...

Polo meno metade da quadria nóis chutamo a bunda!! Os otro é mais compricado, pruque são mais ixperto pra robá nosso dinhêro i quasi nunca são pêgo!!!

Anônimo disse...

PORQUE NÃO JULGARAM LÁ NO INÍCIO?AGORA NO FIM DO GOVERNO FAZEM ESTA ENCENAÇÃO.É TUDO FANTASIA.

Anônimo disse...

Temer será cassado, mas obviamente tem direito a recorrer no cargo. Contudo, na prática, o governo acabou. Sem moral e qualquer credibilidade, será um caos se não renunciar.