'Empoderamento feminino' é clichê constrangedor, diz Washington Olivetto

Foto de Marcelo Tabach, Divulgação.

Na lúcida entrevista a seguir, a repórter Ingrid Fagundez, BBC Brasil em São Paulo, conta que o publicitário Washington Olivetto, acha que "Pensar fora da caixa", "quebrar paradigmas", "desconstruir" e "empoderamento feminino", são apenas "clichês constrangedores" criados, de tempos em tempos, pela publicidade - e pela sociedade. E avisa:
- São todos primos-irmãos de um baixo nível intelectual, do 'beijo no seu coração'. A gente tem que fugir desses clichês.

Leia a reportagem:

Presidente da agência W/McCann, eleito duas vezes "Publicitário do Século" pela Associação Latino-Americana de Agências de Publicidade e ganhador de mais de 50 Leões no Festival de Publicidade de Cannes, o responsável por campanhas como Garoto Bombril vê sua área mais pressionada pelos consumidores e pelo politicamente correto, "que muitas vezes é bem-educado, mas é chato".

BBC Brasil - A publicidade adotou temas que antes eram exclusivos de movimentos sociais, como diversidade sexual e o feminismo. O que acha dessa tendência?
Washington Olivetto - A publicidade, seja quando começou, seja hoje, tem uma característica fundamental: a presença de uma grande ideia.

CLIQUE AQUI para ler tudo.