Dólar fecha o dia, a R$ 3,118; Ibovespa em alta de 0,65%

O dólar comercial fechou esta segunda-feira em queda de 0,52%, cotado a R$ 3,118 na venda. Essa é a segunda baixa seguida da moeda norte-americana, que havia caído 0,68% na sexta-feira, e o menor valor desde 16 de maio.

Já o  índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou em alta de 0,65%, aos 65.920,36 pontos.

Um comentário:

Anônimo disse...

MEIRELLES FRACASSA E ADMITE ROMBO FISCAL MAIOR:

REUTERS
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, praticamente admitiu o fracasso de sua política econômica, ao dizer, pela primeira vez, que a meta fiscal de 2017 poderá ser alterada; "Em relação à questão da meta fiscal, estamos analisando o assunto. No momento, a meta anunciada será seguida. Mas, de novo, estamos monitorando todos os fatores da economia, a evolução da arrecadação", afirmou; embora tenha sido autorizado pelo Congresso a produzir um rombo de R$ 139 bilhões, Meirelles já acumula um déficit de quase R$ 170 bilhões em um ano; o motivo é a depressão produzida pelo governo Temer, que matou a arrecadação federal, numa política fiscal muito pior do que a da presidente legítima Dilma Rousseff.

31 DE JULHO DE 2017

247 – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, praticamente admitiu o fracasso de sua política econômica, ao dizer, pela primeira vez, que a meta fiscal de 2017 poderá ser alterada.

"Em relação à questão da meta fiscal, estamos analisando o assunto. No momento, a meta anunciada será seguida. Mas, de novo, estamos monitorando todos os fatores da economia, a evolução da arrecadação", afirmou.

Embora tenha sido autorizado pelo Congresso a produzir um rombo de R$ 139 bilhões, Meirelles já acumula um déficit de quase R$ 170 bilhões em um ano.

O motivo é a depressão econômica produzida pelo governo Temer, que matou a arrecadação federal, numa política fiscal muito pior do que a da presidente legítima Dilma Rousseff. (...)