Brasil pode registrar este mês sua primeira deflação desde 2006

Depois de conter a pior recessão da história brasileira (9% de queda do PIB em dois anos), o governo Temer debelou outra herança maldita do governo Dilma, PT, que foi a disparada da inflação. Estimativas são de queda de 0,07% no IPCA este mês, por conta de uma convergência de fatores como a grande safra agrícola e o recuo no preço dos combustíveis

O Brasil pode registrar este mês sua primeira deflação em 11 anos. Analistas ouvidos pelo Banco Central no Boletim Focus projetam para junho uma queda de 0,07% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial de inflação do País. O próprio BC prevê uma queda de 0,1% no indicador. 

Seria a primeira deflação mensal desde o -0,21% registrado em junho de 2006.

Com o País mergulhado em uma crise política e ainda com dificuldade para retomar o nível de atividade, depois de uma profunda recessão, a contenção da recessão e a inflação em queda são os dados mais positivos no cenário econômico. As estimativas são de que o IPCA feche o ano abaixo dos 4,0% (centro da meta perseguida pelo BC é de 4,5%). E inflação baixa é o principal combustível para a queda da taxa de juros no País – ainda uma das mais altas do mundo.

13 comentários:

Anônimo disse...

com esse crise braba criada pelo Temer é fácil ter deflação o nome disso é recessão, ninguém tem dinheiro, milhões de desempregados e vem falar em recuperação economica é muita palhaçada para se manter no poder

Anônimo disse...

Mas quanta besteira...da onde o senhor tirou que a recessão acabou?
A inflação só caiu devido a recessão brutal que acontece no país.
O Desemprego já chegou em 14 milhões (e ainda vai aumentar msis)...como o consumo caiu devido ao enorme desemprego, os preços caem.

Anônimo disse...

Deflação depois de três anos de queda do pib está longe de ser notícia boa para a economia.
Isso é um sinal clarissimo de a recessão aumentou

Anônimo disse...

O puxa saquismo do editor em relação ao temer o deixou cego ou mal inten cionado. Só isso para justificar essa análise completamente descolada da realidade.

Dono de ferragem disse...

A queda da inflação ou deflação não tem a mão do governo Temer e sim a queda brutal do consumo e digo mais qual área que esta em crescimento pois vivo a conversar com diversos empresarios das mais diversas areas e todos sem exceção estão demitindo ou fechando as portas e so da uma voltinha em POA que se ve cada vez mais locais fechados e para alugar cito aqui 4 avenidas que se destacam nestes itens,Assis Brasil, Protasio Alves,Farrapos e a famosa rua da Praia.Este tipo de noticia me remete a Argentina dos Kichener onde viviam falando as mesmas coisas da economia e a MERDA era cada vez maior da população.

Anônimo disse...

Urge que esse fdp do Meireles Friboi Original seja mandado embora, o país precisa crescer.

Anônimo disse...

Anônimo das 12:07 foi o Temer quem criou essa recessão?

Anônimo disse...

Anônimo das 12:07 foi o Temer quem criou essa recessão?

Jose Manoel Vega Garcia disse...

Foi o Temer e este fdp do Aecioporto junto com esta quadrilha que esta incrustada no poder que levaram o pais a esta patifaria que estamos hojesem tirar a culpa da Dilma também.

Anônimo disse...

Com uma recessão galopante, perda de empregos, quem tem alguma coisa para vender tem que baixar o preço.
Então esta deflação nada mais é que resultado da recessão, queda de PIB.

Anônimo disse...

Sem Dilma, volta de investimentos seria ‘instantânea’, diz presidente da Riachuelo:

Ruth Costas - BBC Brasil em São Paulo - 25 março 2016

Presidente da Riachuelo – uma das maiores redes do varejo brasileiro – Flávio Rocha defende que o empresariado do país precisa "sair da toca" sobre suas posições políticas para garantir uma guinada liberal no Brasil – caminho que, na sua avaliação, poderia tirar o país da crise.
Rocha foi um dos primeiros empresários brasileiros a se posicionar abertamente a favor da saída de Dilma Rousseff da Presidência e diz acreditar que, nesse caso, haveria uma rápida retomada dos investimentos na economia real.

"Seria instantâneo", defende. "É o que está acontecendo na Argentina. Não precisou de dez dias para a criação de um círculo virtuoso."

(...)

PS: Os empresários, a imprensa marrom glace o PMDBosta, PSDBosta, PP, PR, PPS, PRB, PSB, PTB, PSDC, SDD, coxinhas, etc, criaram a crise eonomica e crise politica, pensando que o temerário iria melhorar tudo "instantaneamente" e deu no que deu. A frase do dono das lojas Riachuelo é sintomática. Tomaaaaaaaa Vagabundos.

Anônimo disse...

Pro mortadela foi...

Unknown disse...

*******E*S*T*A*G*F*L*A*Ç*Ã*O*******