Preços despencam 0,65% abaixo de zero em junho, constata IGP-M

Deflação do IGP-M em junho continua sugerindo que a inflação ao consumidor seguirá em nível baixo nos próximos meses.Os dados mais recentes de inflação – tanto ao produtor como ao consumidor – têm confirmado a continuidade do processo de desinflação, reforçando nossa expectativa de que o IPCA encerrará este ano com alta de 3,4%.


 O IGP-M recuou 0,67% em junho, de acordo com os dados divulgados há pouco pela FGV, ligeiramente abaixo da mediana das expectativas dos analistas do mercado, que indicava uma queda de 0,65%. 

Com esse resultado, o IGP-M acumulou uma deflação de 0,78% nos últimos doze meses, ante avanço de 1,57% na leitura anterior

A deflação registrada em junho foi menos acentuada do que a observada em maio, quando o índice tinha recuado 0,93%. Para tanto, os preços dos produtos agropecuários passaram de uma queda de 1,84% em maio para outra de 1,63% em junho. O IPA industrial recuou 1,08% neste mês (ante variação negativa de 1,45% na leitura anterior), refletindo principalmente a retração do preço do minério de ferro e do diesel. O IPC, por sua vez, mostrou queda de 0,08% no período, ante alta de 0,29% no mês passado. Por fim, o INCC acelerou ao passar de uma elevação de 0,13% em maio para outra de 1,36% em junho. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Antigamente falavam assim: É a depressão, estúpido!!

Anônimo disse...

E mesmo com toda esta depressão, o FDP do Meirelles cogita aumentar os impostos.

Unknown disse...

***E*S*T*A*G*F*L*A*Ç*Ã*O***