Blitze em 14 cidades gaúchas recolhe mil veículos com IPVA atrasado

A blitze de ontem resultou no recolhimento de mil veículos que não comprovaram o pagamento do IPVA em Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria, Santo Ângelo, Cruz Alta, Xangri-lá, Uruguaiana, Bagé, Lajeado, Taquari e Erechim.

O governo estadual quer recuperar R$ 262 milhões devidos. A ação de ontem resultou no recolhimento imediato de R$ 560 mil, mas com a retirada dos carros retirados, o valor será muito maior.

4 comentários:

Anônimo disse...

por quê, o governo não usa este impeto em cobrar impostos, de pequeno valor, para cobrar os grandes devedores do estado, com ICMS e outros?

Anônimo disse...

Também com salários atrasados querem o quê??

Anônimo disse...

Recolher o carro não significa nada.
O veículo pode ser abandonado pelo proprietário. O Estado só ganha se um dia o proprietário resolver pagar o IPVA e as diárias de depósito. Enquanto o veículo está retido em depósito o único que ganha é o proprietário do depósito (o Detran paga para o veículo ficar lá, ou seja, mais prejuízo ao Estado)

Anônimo disse...

Ipva, mais um imposto absurdo deste pais comunista. Como pode o pode publico cobrar imposto sobre propriedade de um bem de consumo? Até 1985 havia a tru - taxa rodoviária única, chegou a famigerada nova República é começou a extorquir o pobre brasileiro.