quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Digimer pede recuperação judicial (concordata) em Porto Aleagre

A Digimer, rede gaúcha de lojas de suprimentos para a área de informática, decidiu pedir recuperação judicial, uma espécie de concordata, recurso que não existe mais.

A empresa tem 35 anos, deve R$ 15 milhões e não tem como pagar.

4 comentários:

Anônimo disse...


É a DIGIMER?

Ou é outra empresa?

Anônimo disse...

firmetinhas familiares gauchas sempre aplicando golpes no herario

Anônimo disse...

Me lembro da Digimer lá por 1989/90 na Cel. Vicente vendendo tralhas pros antigos MSX 8 bits numa lojinha microscópica. O fim da reserva de mercado catapultou eles, viraram gigantes. Mas os últimos anos foram de doer, vendedores de cacarecos tipo mouse pad, lojas suntuosas para vender cartuchos de impressora e caixinhas de som chinesas. É uma pena...

Anônimo disse...

MAIS UMA QUE VAI DEIXAR OS EMPREGADOS A VER NAVIOS.QUE SACANAGEM.