Governo impõe nova alíquota previdenciária de 14% para todos os servidores do RS

Tinham razão os juízes, oficiais, delegados, procuradores e também os soldados e professores de salários mais baixos, quando avisavam para os que não queriam ouvir:
- Este aumento da alíquota da previdência (11% para 16,5%, o maior do Brasil) não ficará apenas sobre os que ganham mais de R$ 3.689,00).

. Nem foi preciso esperar muito.

. O governo abriu páginas dos jornais para dizer que 85% dos servidores não seriam atingidos pelo aumento e tentou jogar os "pobres" (servidores que percebem menos de R$ 3.689,00) contra os "ricos", uma conversa mole esquerdista que não convence mais ninguém e é apenas reducionista.

. Como ninguém foi atrás do discurso petista, o governo acabou impondo uma alíquota de 14% para todo mundo, mas dourou a pílula com um chamado redutor para quem ganha menos.

. A proposta que impôs a nova alíquota e criou o fundo de previdência, foi aprovada esta madrugada por 30 x 21. A base aliada foi enquadrada de maneira tão devastadora, que o governador Tarso Genro deu-se ao luxo de ir à sessão de autógrafos do ex-governador Germano Rigotto, à noite, na Livraria Cultura.

. O governo confiscará mais R$ 180 milhões por ano dos servidores públicos do RS. Fez isto sem elaborar qualquer cálculo atuarial, sem discutir com ninguém - impondo unicamente a sua vontade, servindo-se para isto de uma base parlamentar domesticada à base de verbas que custam aos cofres públicos R$ 80 mil por mês para cada deputado do PTB, por exemplo, conforme confissão do próprio Partido.

- Caso o redutor seja mesmo aplicado, quem recebe até R$ 3.689,00 não pagará o adicional, mas a partir daí pagará valores suplementares ao que já paga, que irá de R$ 39,30 a R$ 723,51, dependendo da faixa salarial.


BIER MARKT
Chegaram cervejas e chopes de inverno: Nova Iorque e Escócia

Já estão disponíveis no Bier Markt,  os barris de chope artesanal da cervejaria escocesa Brewdog, próprias para consumo na atual temporada de frio intenso do RS. É caso único no Estado. São os chopes do tipo india pale ale (dourado e de alto amargor) e amber ale (vermelha, com 5,5% de teor alcoólico). R$ 16,00 cada copo.O pub gaúcho de cerveja artesanal, premiado pelo segundo ano por Veja como o melhor do RS, também recebeu esta semana as cervejas sazonais de inverno da Brooklin Brewery, de Nova Iorque, no caso duas long nack, uma preta e outra mais encorpada, de tom escuro. R$ 16,00 cada garrafa.
- Bier Markt também trabalha com cardápio inspirado na gastronomia alemã. Castro Alves, 442. Fone 3013.2300. Mais em www.biermarkt.com.br  Estacionamento fácil, calefação. Aceita reservas para grupos (happy hour).

14 comentários:

Anônimo disse...

Mas alguém ainda tinha dúvidas de que a legislatura de mais baixo nível intelectual da história do RS não ia votar a favor? De que a oposição mais fraca e subserviente da história conseguiria impor uma derrota ao Piratini?

Ricardo2

Mordaz disse...

Bem feito para os servidores que apoiaram o PT por décadas, de forma antidemocrática, prejudicando outros partidos no Governo. Não aprenderam com Olívio e pediram biz. Políticos se lixam para o eleitor, pensam apenas o quanto podem lucrar em seus mandatos dirigidos para seus intenresses, jamais representando os eleitores. Esta promiscuidade entre poderes é uma vergonha!

Servidor sem cérebro disse...

Ai que saudades da Yeda...

Anônimo disse...

Não me importo que alguém trabalhe 5 anos e se aposente com 25 anos de idade, desde que sua aposentadoria seja paga nos seus 5 anos trabalhados, através de uma aposentadoria capitalizada. O que não podemos permitir é que o Estado paga a aposentadoria. Sou anti-petista, fiquei surpreso que o PT tenha conseguido essa conquista histórica. Abraços!
FAO

Luiz Vargas disse...

Isto só comprova que esta assembléia é composta, com raras exceções, por um bando de mensaleiros com dobradiça na espinha. Se sujeitarem a servirem de capachos de quadrilheiros PeTralhas é ó fim da picada!
Os servidores públicos federais que coloquem as barbas de molho, pois o experimento do aumento de alíquota deu re$ultado no laboratório de maldades de taR$o oGênio, por consequência o próximo passo é estender a experiência aos barnabés federais. Os quadrilheiros PeTralhas tem estratégia, objetivo e métodos na implantação de suas tramóias. Não é à toa que são fiéis adeptos da máxima de Maquiavel de que "os fins justificam os meios".
Convém ficar de olho no número de CC's PeTralhas que serão admitidos daqui para a frente.

Anônimo disse...

Correto Sr. Luiz Vargas, os funcionário publicos federais que aguardem, sua vez vai chegar, não reclamarão, são eleitores PTISTAS.

MENTIRAS = PT, PCB, PCDB > Este é o socialismo que querem.

Anônimo disse...

Eu quero que funcionário público se exploda. Eles são a causa do RS estar nesta situação.

Só não pode o povo de Bem do RS, representado pela iniciativa privada, ter que pagar com esta maldita taxa veicular, parte do rombo causado pelos abutres do funcionalismo público.

Se insistirem em levar adiante o projeto de inspeção veicular, ou qq outra taxa... temos que invadir aquela assembleia e intimidar (dentro da lei) estes deputados vendidos e corruptos.

Anônimo disse...

Os servidores públicos, além de não terem seus salários corrigidos como deveria, ainda são penalizados por esse governo ROBIN HOOD às avessas....

Aí PT quem te via e quem te vê!!!!

Anônimo disse...

Não sei se o aumento de alíquotas é certo ou errado, mas sei que do jeito que está não pode continuar.

Se os funcionários públicos têem que ter benefícios além do que as pessoas não iniciadas, devem pagar a mais por isso, em todos os níveis.

Nós que não somos iniciados, quando queremos um "privilégiozinho" temos que pagar por ele (educação, saúde, segurança, previdência complementar). Porque então os ditos "empregados do povo" são isentos disso.

Sei que se algo não for feito, o Estado um dia entrará em colapso só por causa da folha de pagamentos e dos privilégios, e aí meus amigos, seremos obrigados a pagar algum por fora para que a casta dos "empregados do povo" continuem a se refestelar nos seus privilégios adquiridos.

Paulo Rocha

Anônimo disse...

e em SC - onde o governo eh do DEM e nao ha a pacotarso - a professorada esta toda de greve...

já no RS, onde serão todos esfolados, não ha sequer noticias de um cartazinho abanado pelo meio das ruas por algum sindicato...

e ainda temos que discutir pela internet com petralhas idiotas querendo dizer que a greve da professorada catarinense não eh politica...

Anônimo disse...

O Povo Gaúcho tem o Governo que merece. Foi o único Estado em que a População decresceu, só ficaram os Petistas e os funcionários públicos que mamam nos cargos que arranjaram, incluindo o CPERS...

Surfista Prateado disse...

Na verdade, foi uma vitória dos servidores, embora não reconheçam como tal. Houvesse utilizado o devido cálculo atuarial, e a contribuição não teria que ser aumentada para 14% e sim para mais de 25%. Do jeito que ficou, sobra um monte de dinheiro para ser pago pelo contribuinte aos aposentados, dinheiro que é desviado dos investimentos em obras que deveriam servir a todos. Basta se informar no blog do Darcy Carvalho dos Santos, http://www.darcyfrancisco.com.br/

Anônimo disse...

O povo escolhe seus deputados e estes trabalham para o povo. A mais pura verdade... O povo se ferrou!!

Aquiles disse...

Bem feito para o funcionalismo público, tem mais é que se ferrar mesmo.