Onyx abre mão de foro privilegiado, mas há oposição da PGR

A PGR avisou que foro privilegiado é garantia "irrenunciável".

O deputado gaúcho Onyx Lorenzoni pediu ao STF que seu caso na Operação Lava Jato seja remetido ao juiz federal Sérgio Moro, Curitiba.

Onyx abriu mão do foro privilegiado e quer ser julgado por Moro ou qualquer outro juiz federal de 1a. instância.

O deputado nega qualquer envolvimento no caso e quer provar isto em juízo.

O advogado do parlamentar alega que o STF demora muito para julgar ações penais e por isto quer que um juiz federal atue com mais celeridade.

12 comentários:

Unknown disse...

Dá-lhe Onyx!!!

Anônimo disse...

O Foro Privilegiado PODE SER PÉSSIMO para o político! Vejam o caso de Gleisi, ré no STF: se ela for condenada, não haverá recurso e ela se tornará automaticamente Ficha Suja, além de ser presa!! Caso ela não tivesse foro privilegiado, seria julgada em primeira instância e levaria muitos anos para se tornar inelegível!! Ônix, a bem da verdade, está dando uma de esperto!!!

Anônimo disse...

Só pediu porque sabe que não vai levar. É o famoso jogar pra torcida!

Pedro Lagomarcino disse...

Caro Políbio Braga,
Temo que Onyx em breve fará a estréia em um filme de sessão comédia.
É dantesca a tentativa midiático-pós moderna de abrir mão, destaco, casuisticamente, do foro por prerrogativa de função.
Antes que se arvorem sedizentes de direita ou de esquerda, declaro que sou totalmente a favor da extinção do foro por prerrogativa de função (foro privilegiado).
Ocorre que o foro não é do Deputado, como não é de um Senador ou de ninguém. Ora, ele é sim da Constituição.
Só pode ser revogado por norma constitucional, ou seja, Emenda Constitucional.
Agora o Deputado que escolher o Juiz do processo que irá julgá-lo?
Só rindo mesmo.
Com essa, ele acabou de declarar publicamente que prefere um Juiz para o próprio processo.
O desdobramento natural será Sérgio Moro se declarar ou suspeito ou impedido.
A não ser que eu esteja desvelando outra coisa, o que seja,uma manobra processual do Deputado, para voltar a pretender ter o foro privilegiado que abriu mão, ao querer preferir um Juiz para sua causa, a ponto de forçar o impedimento ou a suspeição.
Temo estar se desvelandl um jogo de xadrez em dois tabuleiros.Em um se faz uma cena para a platéia, ao passo que em outro se visualiza as reais intenções.
Referido Deputado será destruído, de novo, pela opinião pública.
O que Onyx deveria fazer é se retirar do DEM, a bem de não permitir que a opinião pública faça a generalização que todos são ovos da mesma cesta.
E dizer que o Deputado declarou que não fazia caixa 2, porque isso era coisa de bandido.
Se quem faz caixa 2 é bandido, Onyx tem de ser defenestrado do DEM, para que não fique ululantemente óbvio que ele "da moral de cuecas".
Dr. Pedro Lagomarcino
OAB/RS 63.784

Anônimo disse...

Demagogia, o foro é do cargo, não é pessoal. Renunciar o mandato pode ser a solução para o esperto.

Anônimo disse...

Muito nobre a decisão do Deputado, os outros envolvidos deveriam tomar a mesma atitude. Ou preferem ficar a sombra do Foro Privilegiado para se manter nas boquinhas. Essa atitude só faz quem nada teme.

Anônimo disse...

Conversa mole, o foro decorrente do cargo exercido é garantia constitucional, sendo irrenunciável, qualquer acadêmico de direito sabe disto. Deputado Onyx, pare de tentar crias fato jornalístico, pois seria mais fácil não ter recebido os valores controversos.

Anônimo disse...

O foro privilegiado não pertence ao Deputado, é um direito do Parlamentar.

Unknown disse...

Poderia abrir mão de foro privilegiado da denuncia de caixa dois onde admitiu receber 100 mil reais por fora ai sabe que pode ser condenado e não abre mão, esperto o nobre deputado.

Anônimo disse...

Palhaçada ganhou 100 mil e toda esta conversa mole moralista

o Joesley levou bilhões do BNDES e esta solto sem processo...

chega desta hipocrisia fascista

Anônimo disse...

O anônimo das 12:47 só pode ser um "baba ovo".
Chamar de nobre a atitute de quem confessou fazer caixa 2?
Mai vai ser "baba-ovo" assim na China.

Anônimo disse...



O sistema político está podre e falido.

Vejam a estrutura política que deveria estar se preocupando com o Brasil esta trabalhando exclusivamente para protelar que o Presidente seja julgado de crime comum.

Mas esquecem que mais cedo ou mais tarde Temer deixará de ser Presidente e será julgado de qualquer forma.