André Gerdau chegou a ser indiciado pela PF no âmbito da Operação Zelotes

A denúncia que o MPF oferecerá na Justiça Federal de Brasília contra o Grupo Gerdau (leia nota a seguir) começou em fevereiro do ano passado, quando a  Polícia Federal de São Paulo indiciou o diretor-presidente da empresa, André Gerdau, e mais 18 pessoas, por crimes como corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e tráfico de influência em um inquérito da Operação Zelotes, que teve como principal foco o grupo empresarial, gigante do setor siderúrgico com atuação em 14 países.

Em fevereiro do ano passado, a PF deflagrou a 6ª fase da Zelotes, que investiga fraudes em julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), órgão ligado ao Ministério da Fazenda. O órgão funciona como uma espécie de tribunal administrativo ao qual as empresas recorrem de multas da Receita Federal.

A ação da Zelotes em fevereiro cumpriu 18 mandados de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva (quando a pessoa presta depoimento na delegacia e depois é liberada).

Um dos conduzidos coercitivamente foi André Gerdau, que, além de diretor-presidente, é presidente do comitê executivo da Gerdau. Ele foi indiciado especificamente pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

5 comentários:

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:.
A erva daninha do Brasil. Protecionismo, populismo ,etc. Capitalismo de laços, instituído há décadas no Brasil, mas levado ao extremo durante a gestão dos governos do PT.

Anônimo disse...

A GERDAU seira únca grande empresa a ser punida. Realmente o BRASIL PEREGUE o RS. Quando é que vamos tomar vergonha e pensar no Estado com estratágia para o futuro?
Ve se estes caras de MG, P e Nordeste são pegoa. Não são. Tem gente deles na Justiça. E nós, temos quem? Quem o RS indica p altos crargos? Ninguém. Isso tem que mudar e temos q eleger políticos q se preocupam com Rio Grande

Anônimo disse...

Mais um "empresario" bandiddo. Familia Gerdau era unha e carne c/ o 9 dedos.

jorge.alves ribeiro disse...

Mas não da pra esquecer que o Jorge Gerdau faz parte do conselhão que assessora o Temer. Eles sempre arrumam uma maneira de estar próximo ao poder, seja o governo de que partido for. Isto é o Brasil, que parece ser um país de eterno terceira linha.

Anônimo disse...

...o Gerdau era conselheiro de Dilma...