Presidente da CCJ da Câmara bloqueia requerimento de interrogatório de Fachin

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), decidiu rejeitar requerimento apresentado por parlamentares da base aliada por meio do qual cobravam informações ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a relação dele com o executivo Ricardo Saud, um dos delatores do grupo J&F, que administra a JBS.

A JBS cabalou votos para Fachin no Senado, onde "financiou" parlamentares que disputaram eleições. Além disto, em,prestou jatinho para a campanha do ministro do STF. 

Haverá recurso à Mesa Diretora para que o pedido seja votado diretamente no plenário da Casa.

 O requerimento foi apresentado pelo deputado Fausto Pinato (PP-SP) com apoio de vários deputados da base e até da oposição, em reação à delação premiada da JBS. 

6 comentários:

Anônimo disse...

Qualquer analista político com dois neurônios sabe que Lula será IMBATÍVEL em 2018, pois NUNCA FOI DELATADO COM PROVAS, enquanto seu ÚNICO rival, o PSDB, está totalmente DESTRUÍDO e deverá ser EXTINTO, tendo em vista as descobertas da Lava Jato!!! Os outros candidatos, tipo Marina (amiga pessoal de Lula) e Bolsonaro (em eterna briga com nossa Maria do Rosário), são também carta fora do baralho!!! Por isso, trouxinhas deste site, acostumem-se com a idéia do retorno de Lula, que dói menos!!!!

Anônimo disse...

Afinal o Fachin usou ou não o jatinho da JBS? Quem pagou o seu deslocamento, hospedagem, refeições e condução quando foi conversar com os senadores???Era amigo do Saud ou de alguém da JBS para pedir para acompanhá-lo na conversa com os senadores????

Emmanuel Carlos disse...

E escancara-se o fato de que não temos "poderes independentes e harmônicos", e sim, um acumpliciado para manter o contribuinte no cabresto: é aquela "Dinamarca - que compreende os servidores públicos, empregados de estatais e bem arranjados da iniciativa privada, mamadores do poder público - explorando a Biafra que somos todos nós, os mortais comuns.
De fato, o Brasil não precisa de rebelião para apear os poderosos, precisa, isso sim, de uma revolução para criar um estado que sirva a nação brasileira, livrando-se desse estado que a escraviza.

Emmanuel Carlos disse...

Hummm ... pelo que vejo, há apoiadores de Lula em muitos cantos.
Fazer o que? Diploma de burrice é para quem deseja e merece ...

Anônimo disse...

O povo brasileiro tem o direito de saber porque o Acordo de Leniencia com os irmãos BATISTA , da JBS, foi feito às pressas, em apenas 30 dias. E sobre as relações de FACHIN com a JBS , da época de sua campanha ao STF até os dias de hoje .!!!

Anônimo disse...

Kkkkkk kkkkkk