Balança comercial encerrou maio com forte superávit de US$ 7,7 bilhões

O saldo da balança comercial brasileira foi positivo em US$ 7,7 bilhões em maio, de acordo com os dados divulgados ontem pelo ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Esse resultado é equivalente a um superávit de US$ 67 bilhões em termos anualizados, levando em consideração os ajustes sazonais. 

No mês passado, as exportações somaram US$ 19,8 bilhões, superando as importações, que alcançaram US$ 12,1 bilhões. 

Ao comparar tais resultados com as médias diárias de maio do ano passado, verifica-se crescimento de 7,5% dos embarques e de 4,0% das compras externas. 

A expansão das exportações foi explicada pelo aumento das vendas de semimanufaturados (16,4%) e de básicos (11,6%), ao mesmo tempo em que houve queda de 1,2% das vendas de manufaturados. Em relação às importações, houve avanço principalmente dos gastos com combustíveis e lubrificantes (30,2%) e bens de consumo (20,2%), ao passo que as compras de bens de capital recuaram 20,7%. Com o resultado final de maio, o saldo da balança comercial acumulou superávit de US$ 29,0 bilhões neste ano.

Um comentário:

Justiniano disse...

A desacreditada rede Bobo deve estar histérica, desesperada e arrancando os cabelos com esses indicadores econômicos favoráveis ao Temer.

Inflação mais baixa em muitos anos, superavit em alta, PIB em crescimento. Pior é ver esse bando de jornalistas econômicos da Globo falando contra a economia brasileira e nenhuma palavra sobre o fim da recessão econômica que o PT levou o país ao fundo do poço. Chupa Globo que o Temer não vai cair, ainda que diariamente insiste na tese da grande mentira que aplicaram no Brasil.